11 de agosto de 2017

Padre reconhece as atrocidades da Inquisição e pede perdão


Em um mundo repleto de intolerantes, monstros morais, neonazistas negadores do Holocausto e defensores da Inquisição, ainda há vozes sensatas e honestas mesmo na Igreja Romana, que repugnam o revisionismo embusteiro e virulento pró-Inquisição e reconhecem abertamente suas perversidades, mazelas e aberrações cometidas especialmente contra o povo judeu. O vídeo abaixo é do padre Peter Hocken, que ao invés de pedir um “perdão” rápido e vago ou de dizer apenas que houve “erros” ou “excessos” genéricos cometidos pela Inquisição, faz questão de descrever a profundidade do que a Inquisição significou, com todos os seus horrores e atrocidades morais que qualquer pessoa com um pouco de estudo e honestidade é capaz de reconhecer, mesmo em se tratando de um padre. O vídeo é imperdível:


Bom seria se todos os apologistas católicos fossem honestos como o padre Hocken, em vez de defender aberrações e monstruosidades morais em pleno século XXI, o que só mostra que não aprenderam e nem evoluíram em literalmente nada de lá pra cá. Em contraste com o discurso do padre, temos esse tipo de lixo humano destilando o mesmo ódio disseminado pela Igreja durante a Idade Média e Moderna:










 



Se é isso o que eles dizem hoje, em pleno século XXI, após todos os ventos de tolerância e pluralismo que deixam qualquer ser humano moral com horror de abominações deste tipo, imagine o que eles não faziam em plena Idade Média e Moderna, quando tinham todo o poder em mãos e podiam caçar e executar quem eles quisessem.

Paradoxalmente, enquanto uns querem a volta da Inquisição para honrar a fé católica exterminando “essas raças sub-humanas”, outros dizem que a Igreja nunca fez a Inquisição, mas sim “católicos por conta própria” (risos até 2050):


Para ler mais sobre a Inquisição e conferir a refutação cabal a todos os argumentos revisionistas mentirosos e descarados (tanto dos que a suavizam como dos que a negam), confira essa lista de artigos do blog:


De fato, estudar sobre a Inquisição nos ajuda a perceber duas coisas óbvias. Primeiro, que Cristo jamais instituiu essa Igreja assassina, suja e cheia de sangue nas mãos, que institucionalizou a intolerância e o terror e perseguiu os “sectários” por séculos. E segundo, nos mostra ainda até que ponto o fanatismo católico doentio é capaz de levar um ser humano, pervertendo-o de modo a levá-lo a defender qualquer monstruosidade e aberração, se for necessário para salvar a honra da instituição assassina que ele chama de “Santa Igreja”. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

-Meus livros:

- Veja uma lista de livros meus clicando aqui.

- Confira minha página no facebook clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros blogs:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os artigos já escritos por mim)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)

91 comentários:

  1. Mais um virou mortalista igual vc

    http://www.criacionismo.com.br/2010/11/escritor-evangelico-brasileiro-rejeita.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eu já conhecia, ele virou mortalista antes de mim... rs

      Excluir
  2. Lucas boa noite tudo bem?Ainda no que vinha falando no outro post, gostaria de saber sua opinião sobre Jair Bolsonaro,eu acho que apesar de seu radicalismo em alguns aspectos e principalmente de muitos de seus seguidores,os chamados "bolsominions",muitos desses que seguem Olavo e Nando Moura também,ainda assim,Bolsonaro é um dos melhores que temos na política nacional,condena fortemente a esquerda e muito por conta dele,o próprio governo Dilma,de extrema esquerda e defensor de pautas LGBT teve que vetar aquele absurdo de kit gay nas escolas,e gosto também quando ele ataca a política de direitos humanos da esquerda,muitos desses que defendem esses direitos humanos,terminam demonizando a PM e indiretamente defendendo marginais,mas discordo de certas pautas dele,por exemplo ele também se opos a Lei de Migração,e tem um temperamento explosivo também,no episódio com a Maria do Rosário,realmente em 2003 na ocasião do caso do estuprador e assassino menor de idade Champinha,Bolsonaro de fato tinha razão,defendia a prisão do menor e a redução da maioridade penal, enquanto que Maria do Rosário relatizava o caso e dizia que este era vítima da sociedade,ela interrompeu sua entrevista e o chamou de estuprador,porém 11 anos depois,em 2004,Bolsonaro repetiu a frase do nada, sem necessidade,e virou réu no Supremo por isso,um tremendo exagero do STF tbm,acusar Bolsonaro apenas por ter falado uma besteira,enquanto políticos que roubam milhões não viram réus,e tbm acho que com esse radicalismo ele termina ajudando a extrema esquerda,por exemplo ao elogiar o Coronel Ustra,a esquerda usou isso para posar de democrática, enquanto que Bolsonaro que era o ditador, torturador,quando na realidade os guerrilheiros comunistas eram tão autoritários e violentos quanto Ustra,sei que ainda falta um ano para as eleições,mas por enquanto apesar dessas discordâncias,meu voto é em Bolsonaro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com toda a sua análise sobre o Bolsonaro, também acho louvável a defesa dele dos valores conservadores cristãos, além da notória honestidade e caráter que possui (é um dos poucos políticos que nunca se envolveu em corrupção, mesmo estando no Congresso há décadas), mas também repudio essas polêmicas desnecessárias que ele se mete só pra chamar atenção e a defesa veemente dele da ditadura militar, que, na minha análise pessoal, foi um desastre. Dada a falta de um candidato de direita mais moderado talvez tenha que votar nele mesmo, não significa que eu vá votar com tristeza, mas apenas que não é o perfil mais ideal de quem eu gostaria de votar.

      Excluir
    2. O Nando Moura está agora no top dos trending topics do twitter, passando vergonha.

      Ele desafiou um youtuber (coisas de Nerd) sobre o assunto Nazismo ser de direita ou esquerda e, aparentemente, pela resposta que recebeu, não leu as obras que ele citou como argumento a seu favor

      https://www.facebook.com/coisadenerd/videos/1398100476906203/

      Provavelmente fez o mesmo com o tema da Inquisição

      Sobre ele ser católico, eu não sei. Pode ser que no começo não, mas pela influência do Olavo ficou mais perto do catolicismo. As pessoas o tem como guru. Se ele diz, então é.

      Tem outro caso mais estranho. Um ex-ateu, flavio Morgenstern, se converteu ao catolicismo depois de ficar aluno do Olavo. Escreveu algo estranho. Os ateus devem agradecer a Igreja Catolica por poder professar sua crença, pq a sociedade ocidental aceita o secularismo.rs

      http://sensoincomum.org/2015/12/24/ateus-devem-comemorar-natal/

      Excluir
    3. Esse cara é totalmente ridículo. É vergonhoso assistir a um vídeo dele. Poucos são tão hipócritas em fingir um falso conhecimento quando tudo o que sabe sobre o mundo é do que já viu do Olavo de Carvalho. É papagaio de pirata.

      Sobre essa pérola desse tal "ex-ateu", é só rindo mesmo, não tem jeito. Até hoje os católicos mais radicais se orgulham de que na Idade Média quando a Igreja mandava no pedaço não haviam ateus porque ela os impedia com o fogo e a espada, e agora vem dizer que os ateus tem que agradecer a Igreja Católica por poderem professar sua crença? Podem agora, no século XXI, após a ICAR perder toda a sua força política, mas veja se podia na época em que ela tinha poder e autoridade sobre as nações...

      Excluir
  3. Voto em Bolsonaro se até outubro de 2018 não aparecer um candidato liberal de direita,que seja menos extremista e explosivo,minha outra opção seria João Doria,estou gostando de sua administração aqui em São Paulo,e apesar de ser tucano tem uma visão mais de direita,e liberal que os demais membros do partido,tanto que caciques do PSDB como Goldman e o ex presidente FHC já o criticaram por ser de direita demais para os padrões do partido, pq o PSDB sempre foi um partido de esquerda,tanto que sempre foi bastante conivente com o PT,nunca um tucano teve coragem de chamar Lula de ladrão e pedir sua prisão,como fez João Doria,sei que ele também não é nenhum santo,foi presidente da Embratur,durante o governo Sarney,e o governo Sarney foi bem corrupto,eum gosto dele por ser de direita e moderado,já Bolsonaro é mais radical,mas também o Bolsonaro nunca se envolveu com nenhum governo corrupto

    ResponderExcluir
  4. Olá Lucas,algo que sempre admiro na Igreja Evangélica,e esse também é um dos motivos que fez eu me converter ao protestantismo,é a possibilidade de mudança de vida,transformação do caráter,e crença em milagres e no poder sobrenatural de Deus,que eu não tinha quando era católico,e não tinha um relacionamento com Deus,eu nunca fui do considerado ´´mundão´´,nunca usei drogas,nunca me envolvi com criminosos,nem nunca gostei de baladas,nem nunca tive uma vida promíscua e desregrada,pelo contrário,sempre respeitei meus pais e gostei de estudar,mas a minha conversão ao evangelho sim provocou mudanças,passei a perdoei pessoas que me tinham feito mal no passado,deixei de falar palavrões,até por não ter nenhuma história´´forte´´ de coisas ruins que fiz no passado para contar,preferi não dar testemunho de conversão em nenhuma igreja,porém gosto de assistir a muitos,justamente para saber mais do poder de Deus que tira pessoas do fundo do poço e as conduz a uma vida de dignidade como servas de Deus,porém houve uns testemunhos que assisti que me deixaram com ´´a pulga atrás da orelha´´,desconfiei de alguns trechos,como por exemplo esse do pastor Adilson Pereira da Silva,que durante sua juventude foi um criminoso do Rio de Janeiro,conhecido como Falcão Alegre https://www.youtube.com/watch?v=7oCInmDs6lU,o vídeo é bem longo,de mais de 3 horas de duração,ele já é um senhor de quase 70 anos,conta toda sua história desde sua infância em que foi abandonado pelo pai,que também era um assaltante e traficante,e foi morto pela polícia,então ele foi internado pela mãe em um colégio interno católico,onde era muito maltratado pelas freiras,o que fez lhe gerar uma revolta,até aí normal,ele pela revolta se tornou um criminoso,mas o trecho que me fez desconfiar foi a parte em que ele menciona que via crianças que moravam na favela vizinha ao colégio interno cheiravam cocaína,isso no final 50,a cocaína nessa época era uma droga elitizada,de ricos,pelo que li não eram vendidas nas favelas nem consumidas por pessoas das classes baixas,ainda que claro,poderiam haver exceções,e em determinado trecho ele menciona que vendeu LSD juntamente com a quadrilha em que fez parte,pelo que li LSD também era uma droga elitizada,de hippies durante os anos 60,não era vendida nas favelas,durante os anos 60 ainda não existia crime organizado como o CV,o TC ou ADA,e também ele menciona ter sido baleado em um tiroteio contra a Polícia no centro do Rio,e depois disso ter fugido de carro até um sítio em Itaguaí de propriedade da quadrilha,mas Itaguaí é bem distante do centro do Rio,indo de carro,ainda mais sendo um carro dos anos 60 cuja velocidade era menor,demoraria mais de uma hora para chegar,e ele aguentou mais de uma hora baleado na barriga,e também pensei se era possível uma quadrilha de morro dos anos 60 ser proprietária de um sítio,naquele tempo o crime não era organizado e os criminosos faturavam bem menos,mas não quero acusá-lo de ser mentiroso,só apontei alguns pontos que achei duvidosos,diferente de outros testemunhos em que vi mentiras comprovadas

    ResponderExcluir
  5. O homem que diz ser o Guina ex integrantes dos Racionais MC´s
    https://www.youtube.com/watch?v=pUjSnSJX95k
    O próprio Mano Brown já declarou que ele nunca foi integrante dos Racionais MC´s,desde o começo o grupo de rap mantem a mesma formação,e o Guina citado em uma música ´´Tô ouvindo alguém me chamar´´,é só um personagem,não uma figura real,além de se dizer ex integrante do Racionais,ele ainda diz que foi curado de AIDS,e que ressuscitou após levar mais de 30 tiros,sem nenhuma prova,e já disse também que viajou com o Pr Marco Feliciano,e que sua esposa fez backing vocal para o Oficina G3,sendo desmentido em ambos os casos,e ainda há um caso de um mentiroso ainda maior,o ´´Ex bruxo Tio Chico´´,https://acidblacknerd.wordpress.com/2013/05/25/a-verdade-sobre-o-ex-bruxo-tio-chico-suas-mentiras-contradicoes-historias-e-absurdos-a-verdade-revelada/,teve ainda um outro caso de um músico até conhecido,o Davi Silva,do Ministério Casa de Davi,ele chegou a declarar em um testemunho que foi curado de Síndrome de Down,mas depois declarou que era mentira,ao menos foi humilde de reconhecer o erro,https://musica.gospelmais.com.br/davi-silva-do-ministerio-casa-de-davi-assume-que-mentiu-em-seus-testemunhos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, infelizmente existe muito joio no meio do trigo, aproveitadores do rebanho de Deus, lobos em pele de ovelha, etc. Isso desde a época de Cristo e dos apóstolos, que já denunciavam tudo isso muitas vezes. No próprio círculo mais íntimo de Jesus havia um ladrão, Judas. Não existe nenhuma religião que só tenha gente santa e honesta, infelizmente em todas há mentirosos, inescrupulosos e enganadores, por isso o nosso foco deve estar sempre em Jesus e não nos homens, e nem na religião em si. Abs!

      Excluir
  6. Sempre costumo dizer que meu problema não é o católico mas o catolicismo em si. Entretanto, acabo vendo esses exemplos de tolerância, aceitação e comunhão demonstrado nesses prints e juro que as vezes repenso.

    O problema do católico - ou de uma parte deles - é achar que a religião deles é a única e santa. A imaculada, perfeita, sem pecado, que nunca errou ou erra. A vontade deles é tanta em defender uma """"verdade"""" que cegam-se com outras e recusam-se a acreditar nos fatos histórico. E, infelizmente, quando podem, encobrem e ignoram isso com um ódio camuflado de justiça, propagando essa ideia do "herege bom é herege morto" (estranho não passar na cabeça deles a opção de evangelizar, tem logo é que matar).
    Apesar disso, Lucas, o que importa para mim é que ao menos eles ainda acreditam em Deus e aceitam Jesus como Senhor e Salvador.

    Ah, e mais uma coisa. Vi uma vez você comentando sobre o Nando Moura. O que você acha dele? Ele em si defende o cristianismo mas não parece ter uma "doutrina" ou denominação ainda, ou ele só omite. Ele já fez vídeo defendendo a inquisição como fez vídeos defendendo os evangélicos. Confesso que assisto mais ele para ouvir suas opiniões sobre a política e sociedade em geral, mesmo discordando de alguns pontos.
    O que você acha dele? É um católico enrustido?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você entrar lá na "livraria" dele, verá que na parte de teologia só tem livro católico, inclusive livros de apologética católica atacando o protestantismo. Centenas e centenas de livros assim, inclusive "As Glórias de Maria", do Afonso de Ligório, aquele que diz que "muitas coisas se pedem a Deus e não conseguem; pedem-se a Maria, e conseguem". E em contrapartida, ZERO livros de teologia protestante (muito menos de apologética). Por mim não tem problema ele ser católico, afinal ainda é a religião majoritária deste país, mas a malandragem consiste em esconder isso do público propositalmente, para fazer apologética católica de um modo mais eficaz, ou seja, fazendo os trouxas pensarem que é um "cristão" neutro e sem confissão religiosa específica falando, porque se se assumisse mesmo como católico muita gente evangélica não iria dar atenção porque saberia que é um católico falando em favor da sua religião particular.

      Ou seja, se passar como apenas mais um "cristão" é uma estratégia que ele usa para fazer os não-católicos pensarem que a apologética que ele faz é "cristã", e não "católica"; que as coisas que ele diz refletem o pensamento que um cristão deve ter sobre aqueles assuntos. Não seria surpresa nenhuma um fanático católico defender a Inquisição, mas um "cristão não-católico" a defendendo chama mais atenção, é mais útil para a causa. Isso não deixa de ser uma forma de desonestidade, ao meu ver. Sobre outras questões políticas em geral, eu concordo em grande parte e discordo de outras, mas mesmo nas que eu concordo com o conteúdo, eu repudio a forma que ele apresenta esse conteúdo, quase sempre despejando palavrões, impropérios, baixaria, ódio, deboches e ataques para todo mundo, até (e principalmente) para quem nunca o atacou e jamais lhe fez menção. É um típico hater de internet, e o fato de ter uma visão política adequada em alguns pontos não muda essa triste realidade.

      Excluir
  7. Lucas,tem um vídeo do Nando Moura que ele diz que tem muito mais mortes de crianças devido acidentes de bicicleta do que as mortes causadas pela inquisição. Disse que inquisição espanhola considerada a pior teve 14 mortes,e que as pessoas na idade média para escaparem do julgamento dos reis,preferiam dizer uma heresia para poderem irem ao julgamento pela igreja, pois assim eles tinham mais chances de serem absolvidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso já passou do estágio da mentira e entrou na da enfermidade mental. Alguém que diz que a Inquisição espanhola só matou 14 pessoas merece ser processado criminalmente da mesma forma que os negadores do Holocausto. Não é possível uma coisa dessas. Até os apologistas católicos mais fanáticos, tendenciosos e mentirosos em defesa da Igreja Romana admitem que houve entre 6 mil e 8 mil mortes só na Inquisição espanhola (número que ainda é bem inferior à realidade):

      http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/idade-media/inquisicao/862-o-numero-de-pessoas-mortas-da-inquisicao-espanhola-inedito

      Quando até os apologistas católicos mais descarados e tendenciosos pró-Inquisição já são o suficiente para refutar o Nando Moura, é porque a desonestidade do sujeito já chegou a um nível surreal mesmo.

      E sobre os tribunais da Inquisição serem mais clementes que os civis, essa baboseira já foi refutada aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/07/a-tortura-da-inquisicao-era-leve.html

      Excluir
  8. Sinto orgulho de já ter lido cada artigo seu sobre a inquisição. Muito interessante.
    Paz

    ResponderExcluir
  9. Valeuuuu, Lucas irmão em Cristo!Muito bom irmão esse artigo e o vídeo me ajudou muito a compreender os males da ICAR...infelizmente muitos catoleigos fazem vista grossa contra os acontecimentos, dizendo que só matou dezenas, centenas, tudo isso pra amenizar a desgraça implantada pelos romanos essa tal Inquisição de 1231, pelo papa GregórioIX e tem a audácia de falar que nós protestantes somos a desgraça da humanidade...tudo isso pela presunção romana, orgulho mesmo mesmo que seja pra lutar pela mentira, são um bando de fanáticos não tenho outra palavra.Deus tenha misericórdia do nosso país em não virar uma hegemonia católica de novo e creio que Deus jamais irá deixar isso acontecer, porque nós protestantes estamos vivos.Parabéns Lucas pelo seu trabalho em defesa cristã contra a falácia romana.

    ResponderExcluir
  10. Olá, amiguinho!Poderia falar como era o Capitalismo na época da REFORMA?já que os romanos deturpam o conceito do Capitalismo , pra nos denegrir por não aceitarem ler, pesquisar e analisar as INSTITUTAS DE CALVINO e o livro que saiu em 2010 do autor JACQUES LE GOFF, com o tema O DINHEIRO NA IDADE MÉDIA...se for possível aborde sobre o tema, para esclarecimentos da nossa comunidade PROTESTANTE.Abração meu querido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se entendi bem a pergunta ou a intenção dela, mas sobre a questão do capitalismo na época da Reforma, era um capitalismo baseado principalmente no comércio, já que a indústria moderna ainda não existia. Acontece que, como Le Goff explica nesse livro e em outros, além de outros tantos historiadores, a Igreja Romana via com maus olhos os mercadores, punindo muitas vezes a própria atividade em si como algo que desagrada a Deus (concepção essa que os protestantes mudaram radicalmente). A Igreja Romana sempre amou feudalismo, estagnação da economia, o atraso e o retrocesso, e sempre detestou as inovações, o modernismo, o capital, as indústrias, o desenvolvimento. A Espanha é o país que melhor reflete a mentalidade da Igreja da época, que com o fim da Idade Média e o início da Moderna não se adaptou à transição para um mundo capitalista e, insistindo nos velhos costumes, se tornou um dos países mais atrasados da Europa. Abs!

      Excluir
  11. Olá, Lucas Banzoli. Veja o argumento desse historiador:

    "O cronista que escreveu esse trecho da Bíblia (I Livro de Samuel) teria sido um profeta se não tivesse escrito isso tudo alguns séculos depois de os acontecimentos terem ocorrido. É como se alguém, sabedor de um fato, relatasse-o e colocasse uma data bem anterior para dar a impressão de ter antevisto a história. Isso é muito utilizado como recurso narrativo na Bíblia, que, ao contrário do que muita gente pensa, não foi escrita na ordem cronológica que aparece agora. No caso, nosso cronista foi um profeta do passado."
    (PINSKY,Jaime. 𝐀𝐒 𝐏𝐑𝐈𝐌𝐄𝐈𝐑𝐀𝐒 𝐂𝐈𝐕𝐈𝐋𝐈𝐙𝐀ÇÕ𝐄𝐒: História natural, história social Agricultores e criadores Mesopotâmicos, egípcios e hebreus. São Paulo: Contexto, 2008. p. 122)

    Acho que esse historiador nunca leu o Livro de Apocalipse. Enfim, deixo o resto da refutação com você Lucas Banzoli. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele só reflete a ideologia da escola teológica liberal, cuja única função é atacar e desacreditar a Bíblia a todo e a qualquer custo, mesmo quando as evidências são risíveis ou inexistentes. Por isso eles jogam todos os livros proféticos para um futuro distante dos acontecimentos, apenas por não poderem reconhecer que o autor profetizou acertadamente, porque já assumem de antemão que Deus, milagres, profecias, inspiração bíblica, nada existe. Geralmente jogam tudo ou quase tudo para o período do cativeiro babilônico ou depois; alguns chegam ao cúmulo de fazer isso até mesmo com os livros de Moisés. Isso não apenas contraria as evidências internas dos textos, mas também a tradição judaica. Além disso é fazer os judeus de tontos, como se eles não fossem capazes de perceber que livros espúrios que eles nunca viram antes na vida começavam a surgir do nada no período babilônico alegando ser muito mais antigos, ou pior: que os próprios judeus se envolveram em uma grande conspiração para enganar a si mesmos com livros que sabiam ser falsos para fundamentar sua própria fé. Todas teorias bastante irrisórias, descartáveis a qualquer estudioso sério.

      Excluir
    2. "Geralmente jogam tudo ou quase tudo para o período do cativeiro babilônico ou depois; alguns chegam ao cúmulo de fazer isso até mesmo com os livros de Moisés."

      Você tem algum artigo sobre esse assunto? Se não, acho que seria interessante vosmecê escrever sobre isso posteriormente. Visto que esses "argumentos" podem muito bem enganar várias pessoas ignorantes e incautas. Por esse motivo, nós, como cristãos, devemos estar sempre prontos para refutar tais argumentos que não condizem com a realidade.

      Excluir
  12. Olá irmão Lucas. Você curte uma musiquinha romântica? Será que é pecado assistir? Me diga o que você acha dessas: https://www.youtube.com/watch?v=6qkKfvKHc10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não curto esse tipo de música, mas só é pecado ouvir músicas com letras indecentes e anticristãs (e não qualquer música secular). O Maurício Zágari explica bem isso neste artigo:

      https://apenas1.wordpress.com/2011/09/26/cristao-deve-ouvir-musica-do-mundo/

      Não sei qual caso se aplica especificamente às músicas desse vídeo que você me passou, porque não tive muita paciência para ouvir mais do que alguns segundos :(

      Excluir
    2. "não tive muita paciência para ouvir mais do que alguns segundos :( "

      Tá passando por algum problema pessoal? Ou é por que não gostou das músicas?

      Quais estilos de músicas seculares você gosta?

      Excluir
    3. É porque não gosto do estilo das músicas mesmo. Em termos de bandas, prefiro (não necessariamente nessa ordem):

      - Skillet
      - Fall Out Boy
      - Leelabd
      - Fifth Harmony
      - Jesus Culture
      - One Republic
      - Anthem Lights
      - Firefight

      Etc

      Excluir
  13. Ola Lucas. Assisti o vídeo, e se eu entendi correto, me parece que esse é o entendimento de um grupo e não a opinião OFICIAL - nem da maioria - da ICAR. Eu penso que o catolicismo não vai admitir a Inquisição como um pecado porque na cabeça deles a ICAR é santa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente vão dizer que o vídeo não é de responsabilidade da Icar.

      Quem é o responsável pela Icar e que poderia dar um passo a frente e confessar as atrocidades cometidas pela terrível inquisição?

      Outros dizem que foi culpa do estado sem autorização da Igreja, mas esquecem que os torturados eram obrigados a negar sua fé e voltar a fé de Roma. Isso era exigência do estado?

      O Fernando Nascimento tentando defender a inquisição dizia que ela foi perpetrada por maus católicos sem ordem da Igreja. Já pensou, meu caro, maus católicos conseguiam sair matando os outros, continuavam matando, matavam dia após dia e o estado e a Igreja os deixava livres.!!!

      Os MAUS católicos não eram presos?

      Excluir
    2. O padre diz a partir do minuto 4:10, comentando um episódio da inquisição:

      "... there is blood crying out to heaven, and it is catholic responsibility to acknowledge these massive evil".

      Só falta agora chegar um católico aqui e dizer: Isso não está no Catecismo do Vaticano!

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. "Ola Lucas. Assisti o vídeo, e se eu entendi correto, me parece que esse é o entendimento de um grupo e não a opinião OFICIAL - nem da maioria - da ICAR. Eu penso que o catolicismo não vai admitir a Inquisição como um pecado porque na cabeça deles a ICAR é santa"

      De fato, esse é o grande problema: a ridícula crença de que a Igreja Romana tem que ser sempre "santa" independentemente de tudo, independente de qualquer atrocidade que cometer. Imagine se eu dissesse que Joãozinho é "santo" e "infalível" não importa qualquer coisa que ele faça. Então Joãozinho começa a roubar, matar e estuprar sem parar. Eu não posso admitir que ele é um grande pecador ladrão, assassino e estuprador, porque já me comprometi com minha crença prévia de que ele é santo e infalível em qualquer circunstância. O que eu posso fazer, então? A resposta é óbvia: buscar qualquer pretexto por mais ridículo, absurdo e mentiroso que seja, para justificar as atrocidades de Joãozinho e culpar as vítimas. É exatamente o que os apologistas católicos fazem (embora eles sejam tão medíocres que não conseguem nem mesmo enganar a totalidade dos próprios católicos).

      Os protestantes são muito mais honestos, porque não estão comprometidos com uma crença prévia de que alguma igreja protestante está sempre certa em qualquer coisa que faça. Por isso, podemos assumir nossos erros sem sermos imorais de tentar culpar as vítimas. A diferença moral entre protestantismo e catolicismo é gigante, ao meu ver maior que a diferença doutrinal. É o contraste entre o decente e o cínico. É uma questão de caráter.

      Excluir
  14. Olá, Lucas estou pela primeira vez no seu blog e gostei muito dos seus artigos, parabéns meu jovem pelo seu grande trabalho.Queria que você me explicasse que grupos dissidentes eram esses da era pós-apostólica os Novacianos, Donatista,Montanismo,Docetismo,Marcianismo...poderia explicar o que cada grupo acreditava, quais eram suas diferenças?Abraço meu jovem e fica com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja aqui:

      http://www.napec.org/apologetica/heresias-historicas/

      Abs!

      Excluir
  15. Maurício Dantas-SP13 de agosto de 2017 12:43

    Muito bom irmão seu blog!a partir de agora vou estudar o máximo seus artigos pra me aprofundar mais os meus conhecimentos.Só queria Lucas, que você explicasse se Lutero era contra a filosofia escolástica e o que de fato isso significava na época?Fica com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógico que sim, a filosofia escolástica era o coração da teologia católica da época, que Lutero destronou colocando em seu lugar a Escritura acima de tudo. Abs!

      Excluir
  16. Olá Lucas viste minhas postagens anteriores?Te havia perguntado sua opinião sobre Jair Bolsonaro,achas que há algum risco dele fazer mal governo devido a ele em parte ser influenciado por Olavo de Carvalho e Nando Moura?Eu o acho um homem honesto e corajoso,obviamente muito melhor que nomes da esquerda como Lula,Ciro Gomes e Marina Silva,no entanto estou em dúvida se voto em Bolsonaro ou em alguém mais moderado como João Dória,que é o nome mais a direita no PSDB,o outro que comentei foi sobre uns irmãos que dão testemunhos mentirosos,não sei se conhecias o ´´Guina´´ que se diz um ex membro do Racionais MC´s,fato que foi desmentido,também diz coisas sem provas em seu testemunho como o fato de ter ressuscitado após ter levado 30 tiros,além de ter se curado da AIDS,nunca mostrou um atestado médico que comprovasse tal fato,outro mentiroso é o ´´Ex Bruxo Tio Chico´´ que diz várias coisas sem provar,achas que infelizmente são comuns testemunhos mentirosos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que ele seja tão influenciável assim; ele já defendia essas posições antes do Nando Moura surgir e do Olavo ficar conhecido. E se o Dória se candidatar em 2018 eu não voto nele, mesmo se não houver Bolsonaro, porque pra mim alguém que se compromete a cumprir 4 anos como prefeito de uma cidade tem que cumprir com essa palavra. Já começar uma presidência da república quebrando um compromisso anterior em relação à prefeitura não é nada admirável. Outra coisa seria se ele se candidatasse em 2022 após cumprir os 4 anos de prefeito como ele prometeu, aí sim eu poderia votar nele.

      Sobre sua outra questão, respondi aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/08/padre-reconhece-as-atrocidades-da.html?showComment=1502674286655#c5081646155076014199

      Excluir
  17. Leia isso aqui. Veja o ponto que o catolicismo chega

    http://pt.churchpop.com/conheca-incrivel-historia-do-papa-que-pediu-ajuda-do-purgatorio/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu discordo completamente da visão da santa. Conhecendo a vida daquele papa, ele não estaria no purgatório, mas no quinto dos infernos.

      Excluir
  18. E falando em testemunhos,vc em si é a favor de testemunhos nas Igrejas Evangélicas Lucas?Eu já li um texto de Ciro Zibordi,que é um pastor,teólogo da Assembléia de Deus a quem admiro muito,se opõe a testemunhos em que ex criminosos contam de sua vida pregressa,mesmo que sejam reais e que demonstrem a mudança que Cristo fez na vida deles,olhe esse trecho de um texto que vi em seu blog:´´Sinceramente, tenho ojeriza desses testemunhos que exploram a vida pregressa das pessoas. Muitos fazem até cartazes: “Fulano de tal, ex-assassino, ex-ladrão, ex-estuprador, ex-pedófilo, ex-traficante, ex-pederasta”. Meu Deus! Se eu tivesse causado males à sociedade, no passado, jamais desejaria contar isso em pormenores! Faria como o apóstolo Paulo, que preferia dar ênfase à sua nova vida com Cristo, deixando claro que “as coisas velhas já passaram” (2 Co 5.17).

    Eu defendo a prisão perpétua para quem comete crimes hediondos. E também reconheço que o Senhor Jesus tem transformado verdadeiramente a muitas pessoas que viviam no mundo do crime, não tendo em conta os tempos da ignorância (At 17.30). Mesmo assim, sempre duvidarei daqueles que se dizem ex-isso-e-ex-aquilo. Nunca deixaria a minha filha sozinha, por exemplo, com alguém que tenha histórico de abuso de crianças só porque ele se diz pastor ou evangélico. Por quê? Porque duvido de sua conversão? Não. Simplesmente porque sou prudente e amo a minha filha. https://cirozibordi.blogspot.com.br/2010/04/gloria-perez-e-gloria-deus.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho a parte dos testemunhos desnecessária, e só uma minoria das igrejas que frequentei possuía isso. Mas não acho que seja de todo inútil, porque dependendo do testemunho, pode servir para estimular na fé alguém que esteja passando por uma dificuldade semelhante. Sobre a parte de não deixar a filha sozinha com um ex-abusador de crianças, concordo plenamente.

      Excluir
  19. Sobre o Capitalismo meu querido que eu queria que você falasse é por que os católicos nos acusam que o capitalismo selvagem foi por causa da reforma no qual os católicos tentou combater e os apologistas católicos diz que a bagunça se generalizou por causa da reforma eu só queria saber da onde eles tiraram isso? você sabe o motivo de tanta raiva dos católicos sobre o CAPITALISMO como se a culpa fosse nossa? o que eu sei é que o capitalismo selvagem é anterior a reforma não é mesmo querido?Abração irmãozinho em Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo contrário, na época da Reforma quem oprimia o povo economicamente era o papado:

      “Opressão e miséria têm se abatido por sobre a Cristandade graças ao sistema de extorsão estabelecido por Roma. O papa está aliado ao monopólio econômico internacional comandado pela corporação bancária dos Fugger e, com isto, está destruindo a Cristandade em corpo e alma. Roma tem sido verdadeira multinacional que exercita cobiça e roubos, vende bispados, acumula bens de forma ilícita e faz coisas bem piores do que os não-cristãos. Ali, o dinheiro compra tudo” (FLUCK, Marlon Ronald. História e Teologia da Reforma. Curitiba: Editora Escritores Associados, 2011, p. 45)

      Excluir
  20. Olá, Lucas!Fugindo um pouco do assunto, queria saber o significado de Universal que Paulo fala? já que os católicos afirmam ser a instituição e que alguns Pais da Igreja acreditavam também o que tem de verdade nisso?me desculpe se escrevi alguma bobagem, por que pra mim é uma dúvida que eu tenho ainda sobre o termo Católica=Universal.Abs, estou gostando do seu blog, parabéns pelo trabalho que tens feito, fica com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/o-significado-de-catolica-nos-pais-da.html

      Abs!

      Excluir
  21. Concordo com leitor. É miragem esperar que a ICAR assuma seus pecados durante a Inquisição. Para clero, isso abriria um precedente. É mais fácil ficar dando desculpa amarela e ir empurrando com a barriga.

    ResponderExcluir
  22. Lucas, é verdade que Tertuliano aderiu a heresia do Montanismo?Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  23. Já vi e ouvi o prof. Felipe Aquino ( Tv. Canção Nova, prog. Escola da Fé, sem data e sem número ) afirmar que: O Papa João Paulo II, no final dos anos 1990 e início dos 2000 ( ? ), abriu os arquivos do Vaticano e os entregou a uma comissão mista de estudiosos e historiadores ( muitos seculares e não católicos) examinarem, a luz destes documentos históricos, estas questões para depois emitir um juízo. Os tais depois de exaustivo estudo concluíram que, realmente a Igreja Católica Romana, cometeu sim muitos abusos e atrocidades desumanas em " nome de Deus ".
    Por isso, este papa admitiu e reconheceu estes erros e pediu PUBLICAMENTE PERDÃO, por causa dos erros cometidos pela Igreja Romana. Sendo na época capa de revistas, inclusive da antiga VINDE ( de Caio Fábio, antes do escândalo pessoal / moral e político no qual o ex-Reverendo caiu ), o que causou uma certa polêmica nos arrais evangélicos da época.
    Diante destes fatos e outros: ADMISSÃO DE CULPA ( com base em estudos de fatos históricos ) e o PEDIDO DE PERDÃO, por um Papa, como ficam esses " revisionistas ". JP II, também era um agente do mal a serviço do KGB, na Igreja, Rsrs ( contradição: Não existe nada mais " comuna " do que o Revisionismo Histórico ! ) KKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, na verdade toda a apologética católica em cima da Inquisição é totalmente confusa e sem noção. Uns entram em contradição com os outros de forma gritante e descarada. Uns dizem que a Inquisição espanhola matou 36 pessoas, outros dizem que foi 2 mil, outros 8 mil. Uns dizem que a Inquisição foi boa e tinha que voltar, outros dizem que foi boa mas que cometeu "alguns abusos", e outros dizem que foi ruim e não tinha que voltar, mas não foi "tão ruim assim". Uns dizem que o papa João Paulo II fez certo em pedir perdão pela Inquisição, outros dizem que fez errado, outros dizem que ele pediu perdão mas que não significa que estava reconhecendo algum erro, e outros dizem que ele só pediu perdão pelos "filhos" da Igreja e não pela Igreja. Uns dizem que toda a culpa era do Estado, outros reconhecem que a Inquisição é que mandava matar. Daqui a pouco vai ter gente dizendo que a Inquisição nunca existiu, como alguns deles já fazem com o Holocausto. Mas enquanto existir essa gente ainda mais extremista que alega que a Inquisição tem que voltar, vai ser difícil dizerem que nunca existiu...

      Excluir
  24. ... Continuando : O que vc acha, poderia escrever algo a respeito ?
    Muito Grato !

    ResponderExcluir
  25. Olá, Lucas.Queria saber o que Paulo tá querendo dizer quando ele escreve 'meus filhos,novamente estou sofrendo dores de parto por sua causa,até que Cristo seja formado em voces' Gálatas 4.19, um colega meu que é Teólogo católico me disse que esse texto fala de Maria e que ela é a arca...poderia me explicar o significado do que de fato Paulo tava querendo dizer?Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É inacreditavelmente ridículo um católico aplicar esse texto aí a Maria, sendo que Paulo não fala de Maria em lugar NENHUM da carta, aliás não apenas nessa, já que Paulo nunca cita Maria em lugar nenhum de qualquer uma de suas treze ou catorze cartas. Nem teria cabimento ele inserir Maria no meio desse verso, onde ele diz que ELE (e não Maria) estava em "dores de parto" (figura de linguagem para dizer que sofria por eles) para que CRISTO (e não Maria!) fosse gerado neles. Sinceramente, é sofrível ver a decadência da apologética católica. Não que ela um dia tenha sido boa, mas é um triste fim.

      RIP.

      Excluir
  26. Lucas, você sabe alguma coisa a respeito da epístola aos laodicenses que Paulo faz referência em colossenses?

    "E, quando esta epístola tiver sido lida entre vós, fazei que também o seja na igreja dos laodicenses, e a que veio de Laodicéia lede-a vós também". (Colossenses 4:16)

    O mais intrigante é que Paulo, da mesma forma que ele recomenda que a epístola aos colossenses fosse lida em Laodicéia, ele recomenda que os colossenses lesse a que vinha de Laodicéia. Isso parece dar a entender que essas duas epístolas tinha a mesma autoridade. Ambas foram recomendadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo os Pais da Igreja, essa é uma carta de Paulo que se perdeu, então ninguém sabe o conteúdo dela (embora haja uma versão apócrifa com apenas alguns versículos de um "Paulo genérico" não falando nada de mais).

      Excluir
  27. Lucas, me tire uma dúvida: Já que Inquisição foi praticada por maus católicos, por que eles não foram excomungados? Por que a ICAR não se posicionou em favor da vida dos 'hereges' da mesma maneira que posiciona quando o tema é o aborto? Se a ICAR é santa, onde funcionava o tribunal da Inquisição - regido por supostos maus católicos e sem a autorização e conhecimento da ICAR? Obrigado amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa estorinha de que a Inquisição foi criada por "maus católicos" sem a autorização da Igreja foi conversa da carochinha inventada pra fazer boi dormir. Nem um idiota cai num conto desses. TODAS as inquisições tiveram a expressa autorização papal por meio de bulas, foram administradas por dominicanos (uma Ordem da Igreja Romana) e eram aprovadas até pelos "santos" da Igreja da época. É simplesmente uma aberração sem tamanho colocar a culpa da Inquisição nos "maus católicos", a não ser que por "maus católicos" se entenda toda a hierarquia da Igreja por cinco séculos.

      Excluir
  28. Em santificação.15 de agosto de 2017 11:57

    Estou há 9 dias sem me masturbar. O maior tempo que eu tenho em anos. Por favor, ore a Deus para que Ele derrame Sua graça sobre mim e eu possa continuar. Estou fazendo jejum diariamente. Me sinto extremamente melhor, parece que estou mais cheio de Deus. Nunca mais quero afastar a presença de Deus desobecendo Ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em santificação.15 de agosto de 2017 20:02

      Não consegui segurar e me masturbei. :(

      Excluir
  29. Lucas, qual sua opinião sobre a tese dos arianos - como seu amigo Alon - que os textos sagrados foram adulterados com a finalidade de endossar a tese trinitária?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Excluir
  30. Lucas, ainda sobre os arianos, um lema bastante enfatizado é necessidade de 'despaganizar' o cristianismo. Tal tarefa consiste em abolir a doutrina da Trindade, revisão do calendário, excluindo feriados dedicados aos santos, entre outras... A questão é: Será possível revisar o cristianismo retirando dele tudo quanto foi contaminado com o paganismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Feriados dedicados aos santos"


      E os católicos ainda duvidam que o catolicismo é mesmo pagão.

      Excluir
    2. Possível é, a questão é que nem tudo o que dizem ser "pagão" é necessariamente pagão mesmo, e algumas coisas podem ser "pagãs" mas não exercerem nenhuma influência negativa ou pecaminosa sobre a vida cristã, como por exemplo o natal. Por isso é preciso ter sabedoria e militar apenas contra aquelas coisas que são realmente pagãs e que afetam doutrinas cristãs que precisam ser restauradas, ao invés de ficar perdendo tempo com coisas secundárias ou sem importância.

      Excluir
  31. O casamento religioso é válido ou é necessário regulamentar perante a lei?

    ResponderExcluir
  32. Lucas, tenho duas dúvidas. Pode me ajudar?


    1). Qual foi a segunda tentação de Jesus? Pular do templo ou curvar-se em adoração? Mateus diz uma e Lucas diz outra.

    2). Se os discípulos de Jesus se sentiram a vontade para alterar os detalhes da história, como podemos saber com certeza que eles também não se sentiram a vontade para alterar a substância da história?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas não registra os acontecimentos de forma cronológica como Mateus faz, isso não é surpresa a ninguém. Isso não tem nada a ver com "alterar detalhes da história", mesmo porque ninguém é obrigado a registrar tudo em ordem cronológica certinha, exceto se indicar isso claramente e então fazer o contrário. Dos livros de história que eu leio, por exemplo, é costume dos mais antigos não seguir uma cronologia rigorosa, mas dissertar sobre uma questão, e depois passar a outra, e então voltar naquela, e às vezes aludir a algo anterior, e assim por diante. Narrar os eventos com rigor cronológico é apenas uma das formas de se dizer uma verdade, e não a única. Eu poderia dizer que o Hernanes fez o gol da vitória do São Paulo contra o Cruzeiro, e depois mencionar também o outro gol que ele fez (o primeiro), isso não significaria que eu estou mentindo por inverter a cronologia, significa apenas que eu quis transmitir os fatos sem precisar sem cronológico.

      Excluir
  33. Quando os protestantes descobrem a história de São Tarcísio Martir da Eucaristia em (263-275 d.C), se os cristãos primitivos não acreditavam na presença real, então porque houve mártires por causa disto? morrer por causa de um pão?
    Tarcísio pertencia à comunidade cristã de Roma, era acólito, isto é, coroinha na igreja. No decorrer da terrível perseguição do imperador Valeriano, muitos cristãos estavam sendo presos e condenados à morte. Nas tristes prisões à espera do martírio, os cristãos desejavam ardentemente poder fortalecer-se com Cristo Eucarístico. O difícil era conseguir entrar nas cadeias para levar a comunhão. Nas vésperas de numerosas execuções de mártires, o Papa Sisto II não sabia como levar o Pão dos Fortes à cadeia. Foi então que o acólito Tarcísio, com cerca de 12 anos de idade, ofereceu-se dizendo estar pronto para esta piedosa tarefa. Relativamente ao perigo, Tarcísio afirmava que se sentia forte, disposto antes morrer que entregar as Sagradas Hóstias aos pagãos. Comovido com esta coragem, o papa entregou numa caixinha de prata as Hóstias que deviam servir como conforto aos próximos mártires. Mas, passando Tarcísio pela via Ápia, uns rapazes notaram seu estranho comportamento e começaram a indagar o que trazia, já suspeitando de algum segredo dos cristãos. Ele, porém, negou-se a responder, negou terminantemente. Bateram nele e o apedrejaram. Depois de morto, revistaram-lhe o corpo, nada achando com referência ao Sacramento de Cristo. Seu corpo foi recolhido por um soldado, ocultamente cristão, que o levou às catacumbas, onde recebeu honorifica sepultura.[1] [2]
    Ainda se conservam nas catacumbas de São Calisto inscrições e restos arqueológicos que atestavam a veneração que Tarcísio granjeou na Igreja Romana. Tarcísio foi declarado padroeiro dos coroinhas ou acólitos, que servem ao altar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, você sabe copiar e colar trechos da Wikipédia, estou cada vez mais impressionado com a capacidade intelectual dos apologistas católicos, é de se surpreender! A habilidade é tanta que copia até o "[1][2]" no final da citação plagiada sem sequer as fontes, nem de onde copia, e nem quais são esses tais [1] e [2]. É tanta maestria que eu não sei como ainda não fechei este blog para me converter a essa religião de intelectuais e sábios.

      E o mais irônico é que em parte nenhuma deste relato da Wikipédia fala em transubstanciação. Quer dizer, nem a Wikipédia está salvando a pátria desta vez. Toda a sua parca argumentação se baseia no sofisma de que no protestantismo a Ceia do Senhor não tem valor nenhum, que é mais uma das baboseiras que os catequistas enfiaram na tua cabeça bem fundo, a ponto de você acreditar. Não acreditamos em transubstanciação, o que não significa que desprezamos a eucaristia como um profundo significado espiritual relacionado ao corpo e sangue do Senhor.

      Mais irônico ainda, é notar que na catequese semanal do então papa Bento XVI (aquele que renunciou), onde ele fala desse episódio de Tarcísio, transmite as palavras do sacerdote como dizendo a Tarcísio que guardasse os "objetos sagrados", o que mostra que, mesmo depois da consagração, aquilo ali ainda era um "objeto", e não o sangue, a alma ou a divindade de Cristo, como diz o Concílio de Trento. Em NENHUM momento o sacerdote diz a Tarcísio que a razão pela qual ele tinha que guardar a eucaristia era porque aquilo havia se transformado literalmente no "corpo, sangue, alma e divindade de Cristo". Apenas diz que eram objetos sagrados após a consagração, o que nenhum protestante discordaria, mesmo porque valorizamos a Ceia como um dos sacramentos (junto com o batismo):

      http://www.ncregister.com/site/article/st.-tarcisius-a-model-of-faithfulness-to-the-lord

      Excluir
    2. Não acreditamos porque já vimos que é apenas um pão.

      Excluir
  34. Lucas porque muitos católicos zomba e nos ofendem ? Qual deve ser nossa reação a tamanha ofensa contra nós ? Porque eles insistem em nós xingar se nos não buscamos brigas ? Qual deve ser nossa postura em relecão ao um católico ofensivo : Expor e Revidar ou dar a outra face ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A estrutura da Igreja Romana é uma estrutura que favorece e propicia o fanatismo religioso, é por isso que na internet vemos tantos papistas raivosos e coléricos, alguns que claramente já não tem mais sanidade mental alguma. Mas essa é a consequência lógica de se considerar que a única Igreja verdadeira de Cristo fora da qual não existe salvação é uma que assassinou milhões de pessoas e que perpetrou todos os tipos de atrocidades possíveis e imagináveis - mas que mesmo assim é "santa" e "infalível". E isso é o que leva pessoas que antes eram normais a defender atrocidades morais para salvar a pele de uma Igreja assassina, afinal a Igreja tem que estar sempre certa a qualquer custo e em qualquer circunstância.

      E a partir do momento em que se passa a jogar a moralidade na lata do lixo para se defender atrocidades morais, o fato de se falar palavrões ou de descer ao nível mais baixo possível não é NADA em comparado a isso, ou seja, os ataques insultuosos tornam-se uma arma comum, corriqueira em um debate, e até fora dele. É por isso que, ao sacralizar uma instituição assassina, eles formam uma legião de zumbis fanáticos e doentes, o que explica todo o ódio que vemos por aí todos os dias. Essas pessoas passam a colocar a defesa cega da instituição deles acima da própria vida e acima também de qualquer princípio moral, portanto o fanatismo dessa gente é algo perfeitamente fácil de se entender psicologicamente.

      Quanto à nossa reação, o melhor a se fazer é simplesmente: NADA. Jesus foi perfeitamente claro quando disse para não jogarmos pérolas aos porcos. Esses fanáticos (me refiro aos apologistas católicos, e obviamente não a todos os católicos) são indiscutivelmente muito piores que os porcos. Portanto, não merecem a nossa atenção, muito menos um diálogo, mesmo porque é impossível dialogar com uma raça dessas. Eu não escrevo neste blog por causa dos fanáticos papistas, eu não estou nem aí com eles, a única coisa que me motiva a continuar escrevendo é saber que existe gente de bem, que está do nosso lado ou mesmo pessoas do lado de lá que ainda não chegaram ao nível do fanatismo, e que são edificadas com estes artigos e comentários. Essas pessoas sim merecem a nossa atenção e a nossa mais alta estima. Mas ficar perdendo tempo com loucos que só sabem xingar e escarnecer, é pura perda de tempo, totalmente desaconselhável.

      Excluir
  35. Lucas o que é a "Lei "em Romanos ? Vi um católico argumentar que a lei em Romanos era somente a Lei de Moisés e logo nos deveríamos fazer boas obras para nossa justificacão! O que você acha da nova perspectiva sobre Paulo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo não falava apenas da lei, mas das "obras" da lei, o que implica nas obras com vistas à salvação, que já estavam contidas na lei. Além disso, a Sola Fide aparece também em numerosos versos bíblicos que nem mesmo falam da lei, mas ressaltam apenas as "obras" em si, como você pode conferir nessa lista:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2014/01/a-sola-fide-na-biblia-justificacao.html

      Excluir
  36. Olá Lucas!
    Vc poderia me ajudar, tem um artigo católico que vi e gostaria que vc comentasse sobre ele.
    Por isso mesmo, a nossa salvação não foi vinculada por Nosso Senhor, em momento algum, à leitura das Escrituras, muito pelo contrário. Cristo diz com todas as letras ao judeus hipócritas: "Vós examinais nas Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna. Mas elas testificam de Mim, e vós não quereis vir a Mim para terdes a vida!" ((Jo 5, 39-40). Aqui está nosso Salvador dizendo, explicitamente, que a salvação não vem do exame das Escrituras, e sim do encontro com Ele.cont...

    ResponderExcluir
  37. Conti..
    Neste artigo diz que a iacr não mudou a Bíblia.
    A advertência de que não se pode acrescentar nem retirar nada àquele conteúdo não parte e não se refere à Bíblia como um todo, até porque a Bíblia não é um texto único, e sim um conjunto de textos (nem sempre homogêneos) reunidos; aliás é exatamente por isso, chama-se "Bíblia" (=biblioteca; conjunto de livros). A advertência refere-se ao Livro do Apocalipse, o que está claríssimo na própria composição do texto, que diz: "Aqueles que ouvirem as palavras da profecia deste livro (...) e lhes ajuntar ou tirar qualquer coisa...".
    Apesar do exposto, é evidente que os outros livros da Bíblia também não devem ser mudados, se é que cremos que são Palavra de Deus por escrito, e constituem um dos pilares de todo o edifício da fé cristã. Não se pode mudá-los arbitrariamente, e nem mesmo a Igreja poderia fazê-lo, já que foi a própria Igreja que produziu todo o Novo Testamento, que constitui o eixo e a consumação de todas as Escrituras, na pessoa dos santos Apóstolos. Todavia exatamente aqui entra o segundo ponto, pois "mudar" o texto é uma coisa, e esclarecê-lo é outra coisa, não só completamente diferente, como também oposta. Esclarecer determinada realidade não é mudá-la, ao contrário, é afirmá-la e reafirmá-la com embasamento.
    Bem, se a Bíblia diz uma coisa, de um jeito, e a Igreja apresenta aquela mesma coisa de um jeito diferente.
    Mais uma vez peço a sua ajuda.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  38. Lucas, vc poderia escrever algo sobre Erasmo de Roterdã? Lutero pode ter sido diretamente influenciado por seu trabalho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muitas coisas a dizer sobre Erasmo, eu teria que fazer um artigo só sobre isso. Mas resumidamente, eu não entendo que Lutero tenha sido muito influenciado por ele, mesmo porque eles debateram entre si sobre a questão do livre-arbítrio, e a mudança no pensamento de Lutero não veio através dos escritos de Erasmo mas sim pelos de Paulo, principalmente a epístola de Romanos, e secundariamente, de Agostinho. Mas Erasmo foi importante no contexto da Reforma, embora ele pessoalmente não seja tido como um reformador, mas graças a ele os Países Baixos tiveram a mentalidade completamente transformada e se tornaram muito mais receptíveis aos ideais da Reforma, bem como muitas das mentes humanistas mais brilhantes da época. Pode-se dizer que Erasmo deu a assistência, e Lutero fez o gol (ainda que a intenção de Erasmo não fosse o "gol" de Lutero).

      Excluir
  39. Lucas gostaria de um comentário seu sobre o polêmico biochip que supostamente é tido como a marca da besta e do anticristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o Apocalipse fosse hoje, seria provável que a marca da besta fosse um chip, é muito mais simples, prático e eficiente para o controle social do que "escrever" alguma coisa na testa da pessoa ou na mão. Mas se o Apocalipse demorar a acontecer, pode ser que até lá já tenha surgido outra tecnologia mais moderna, que possa servir melhor no lugar do chip.

      Excluir
  40. Banzoli, tenho visto muitos dizerem que a doutrina da trindade e paga. Alegam que o Espírito Santo não e uma terceira pessoa e muito menos Deus, qual a tua opinião sobre isso?

    ResponderExcluir
  41. Indicação. https://en.m.wikipedia.org/wiki/1688_Germantown_Quaker_Petition_Against_Slavery
    Deus te abençoe, caro Lucas!

    ResponderExcluir
  42. Enquanto isso no Brasil católico a abolição ocorreu duzentos anos depois!!!

    ResponderExcluir
  43. Lucas, seus artigos são muito bom mesmo irmão.eu tenho 16 anos e tenho um ano de convertido...eu era católico, hoje sou da Igreja Metodista Wesleyana de São Paulo.Já que és formado em teologia, na sua opinião seria bom eu comprar livros teológicos já que sou fascinado no bom sentido da palavra ou seria precipitado da minha parte, já que tenho 1 ano de convertido. o que pensa sobre isso?Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim, sempre é bom aumentar o conhecimento, e nunca é tarde para começar. Abs!

      Excluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links) e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.