15 de junho de 2017

O "chefe" do papa que não crê na existência do diabo e questiona os evangelhos


Saiu no Gospel Prime:

***

“O diabo é apenas uma figura simbólica”, afirma importante líder católico
Superior Geral dos Jesuítas é bastante influente no Vaticano

O Superior Geral da Companhia de Jesus, padre Arturo Sosa, afirmou em entrevista recente ao jornal espanhol ‘El Mundo’ que o diabo é uma figura simbólica criada pelo homem para simbolizar o mal.

“Nós, cristãos, acreditamos que fomos criados a imagem e semelhança de Deus, portanto Deus é livre, mas Deus sempre escolhe fazer o bem, porque é todo bondade. Fizemos figuras simbólicas, como o diabo, para expressar o mal. Os condicionamentos sociais também representam essa figura, pois algumas pessoas agem assim porque estão em um ambiente onde é muito difícil fazer o contrário”, afirmou.

O venezuelano Sosa foi eleito no final do ano passado como líder máximo dos jesuítas, ramo católico ao qual pertence o papa Francisco. Curiosamente, o titular dessa posição é conhecido como “papa negro” devido a sua grande influência no Vaticano e também pelo uso de uma batina negra.

Ao jornal espanhol, ele admitiu que há muitos sacerdotes gays dentro da Igreja Católica: “Na vida religiosa há homossexuais e não são perseguidos, fazem parte da comunidade”. Mas fez uma ressalva no tocante às denúncias de abuso sexual de crianças: “O Papa já disse: ‘Tolerância zero’. Quando há casos comprovados devem ser tomadas medidas eclesiais e civis correspondentes”.

Essa não foi a primeira entrevista do “papa negro” a causar polêmica.  Em fevereiro, ele declarou ao jornal italiano ‘Rossoporpora’, que questionava trechos do Evangelho. Ao falar sobre a indissolubilidade do matrimônio, assegurou que era preciso refletir “sobre o que Jesus realmente disse” e colocá-las em seu contexto, pois “nessa época ninguém tinha um gravador para registrar as suas palavras”.

***

Fui checar as fontes para averiguar a veracidade da citação e, para o meu espanto, é mesmo verdadeira. Pode ser vista aqui, no jornal “El Mundo”, com o título de El único 'jefe' del Papa (O único ‘chefe’ do papa). A declaração em questão é bem a última, na parte que diz:

PerguntaPara terminar quería preguntarle si cree que el mal es un proceso de la psicología humana o proviene de una entidad superior.

Resposta Desde mi punto de vista, el mal forma parte del misterio de la libertad. Si el ser humano es libre, puede elegir entre el bien y el mal. Los cristianos creemos que estamos hechos a imagen y semejanza de Dios, por lo tanto Dios es libre, pero Dios siempre elige hacer el bien porque es todo bondad. Hemos hecho figuras simbólicas, como el diablo, para expresar el mal. Los condicionamientos sociales también representan esa figura, ya que hay gente que actúa así porque está en un entorno donde es muy difícil hacer lo contrario.

O texto é claríssimo, mesmo para quem não entende muito espanhol. “Temos feito figuras simbólicas, como o diabo, para expressar o mal”. Tampouco pode-se alegar que “tiraram do contexto” a frase, como os papistas vivem dizendo quando flagram o papa ou algum líder da Igreja dizendo alguma baboseira ou estupidez, porque não apenas o contexto todo está aí, como denuncia ainda mais flagrantemente o sentido herético da frase. Note que a pergunta foi se o mal é apenas “um processo da psicologia humana” (como creem os ateus, humanistas e materialistas em geral) ou se provém de uma entidade superior (como creem os cristãos, por causa da existência literal do diabo).

E ao invés do chefe dos jesuítas responder de forma clara e direta sem rodeios que provém de uma entidade superior (o que ele não faz em momento nenhum da resposta), ele pende para a primeira hipótese, respondendo que “temos feito figuras simbólicas como o diabo para expressar o mal”. Ou seja, o contexto, em vez de ajudar em algo, piora ainda mais as coisas. Ele é perguntado se o mal é um processo psicológico ou se vem de uma entidade superior, e então responde em favor da primeira tese afirmando que o diabo é uma figura simbólica que nós criamos. Negar isso é negar o sentido óbvio da frase – embora em se tratando de papistas doutrinados desde cedo em aceitar que o branco é preto se a Igreja assim disser, não podemos duvidar de nada.

Isso tanto é verdade que os próprios católicos passaram a atacar este senhor em suas redes sociais, escandalizados com tamanha heresia, e até um padre exorcista italiano repreendeu o líder dos jesuítas citando documentos da Igreja que dizem o contrário (veja aqui), e um outro padre argentino publicou um vídeo refutando Sosa e dizendo que o diabo existe e já o encontrou (veja aqui). Diante de tanta polêmica e de repreensões tão fortes vindas dos próprios sacerdotes e leigos católicos, o porta-voz de Sosa (e não o próprio) publicou uma nota fazendo aquilo que a Igreja Romana sempre faz quando é pega em flagrante: negar tudo. O “Lula do Vaticano” tentou justificar a declaração aberrante de Sosa assim:

“Se pidió al padre Sosa que comentara la cuestión del mal. En su respuesta, señaló que el mal es parte del misterio de la libertad. Señaló que si el ser humano es libre, significa que puede hacer el bien o el mal; de lo contrario, no sería libre. El lenguaje humano usa símbolos e imágenes. Dios es amor. Decir que Dios simboliza el amor no implica negar la existencia de Dios. El diablo es malo. Del mismo modo, decir que el diablo simboliza el mal no equivale a negar la existencia del diablo (Fonte)

Veja como ele manipula descaradamente o sentido da declaração do chefe jesuíta, que não disse que “o diabo simboliza o mal”, mas sim que “temos feito figuras simbólicas, como o diabo, para expressar o mal”. Uma coisa é dizer que o diabo simboliza algo, outra coisa totalmente diferente é dizer o próprio diabo é uma figura simbólica que “nós temos feito”. E ainda ignora todo o contexto da pergunta, que deixa bem claro que Sosa entendia o mal como “um processo da psicologia humana” em vez de provir de uma “entidade superior”. Fosse nos tempos da Inquisição e esse senhor já estaria na fogueira, mas por sorte já faz um tempo que elas se apagaram. Mas agora o porta-voz do Vaticano quer nos convencer de que todo mundo entendeu errado (inclusive os próprios católicos e sacerdotes que o contradisseram), e que a “interpretação certa” é justamente aquela que nega o sentido óbvio do texto e do contexto, tão óbvios que todo mundo entendeu assim.

Este é um exemplo simples de como o Vaticano consegue manipular o sentido simples, claro e óbvio que está evidente em declarações como essa, dando um sentido completamente oposto ao que foi dito originalmente, e denuncia o mesmo modus operandi que eles agem em relação à Bíblia, sempre pervertendo os textos simples e claros por meio de malabarismos mentais e saltos mortais carpados da eisegese papista, que consegue fazer mágica e atribuir aos mesmos um significado totalmente diferente. E o mais impressionante de tudo é que tem gente que realmente acredita nessas interpretações mirabolantes que negam o sentido óbvio dos textos, da mesma forma que tem gente que acreditará na “explicação” ridícula do porta-voz de Sosa.

Esse mesmo chefe dos jesuítas já havia dito, em outra ocasião, que os evangelhos “não têm um valor absoluto” porque ninguém tinha um gravador para garantir que Jesus realmente disse o que está escrito que ele disse (ou seja, usando o mesmo argumento dos ateus!):

“O que Jesus disse? Não havia gravador, e o Evangelho foi escrito por seres humanos. Mas, então, se todas as palavras de Jesus devem ser examinadas e remetidas ao seu contexto histórico, elas não têm um valor absoluto (Fonte)

A citação original está em italiano e pode ser vista no site católico italiano “Rossoporpora”, do jornal que o entrevistou na ocasião:

“CHE COSA HA DETTO GESU’? NON C’ERA IL REGISTRATORE E IL VANGELO E’ SCRITTO DA ESSERI UMANI… Ma allora, se tutte le parole di Gesù vanno esaminate e ricondotte al loro contesto storico, non hanno un valore assoluto” (Fonte)

O cara é claramente um teólogo liberal, da linha teológica que critica a Bíblia e que não crê em sua inspiração ou inerrância, a mesma de Fábio Sabino, Bart Ehrman e outras figuras que conhecemos bem. O mais assustador é que essas declarações heréticas não foram feitas por um padre qualquer, mas por ninguém menos que o líder dos jesuítas, da ordem do papa Francisco, por isso chamado de “chefe do papa” pelo jornal “El Mundo”. Cabe lembrar que o próprio papa Francisco, embora nunca tenha ousado ir tão longe em sua conhecida heterodoxia, já afirmou que o fogo do inferno é apenas o “distanciamento de Deus” e que o inferno não é uma “sala de tortura”:

“A condenação eterna não é uma sala de tortura, ela é uma descrição dessa segunda morte: é uma morte. E aqueles que não serão recebidos no reino de Deus é porque eles não se aproximaram do Senhor. São aqueles que sempre seguiram pelo seu caminho, afastando-se do Senhor e passando diante do Senhor e se distanciaram sozinhos. É a condenação eterna, é o distanciar-se constantemente de Deus. É a maior dor, um coração insatisfeito, um coração que foi feito para encontrar a Deus, mas por orgulho, por ter a certeza de si mesmo, se afasta de Deus” (...) A distância para sempre de "Deus que dá a felicidade", do "Deus que nos ama tanto", este é o "fogo", reafirma o Papa, é "o caminho da condenação eterna." Mas a última imagem do Apocalipse abre à esperança e também Francisco o faz” (Fonte)

Tanto tempo retratando o inferno como uma câmara de tortura onde as “almas imortais” iriam ser atormentadas para sempre por demônios maquiavélicos com sede de sangue, concepção essa retratada em toda a Idade Média em pinturas e em descrições bem vívidas e bastante características da visão de uma Igreja facínora e tirânica que queimava literalmente os ‘hereges’ até a morte como uma representação do fogo literal do inferno e das torturas que acreditavam existir... e agora o papa Francisco bota panos quentes em tudo isso. Agora este que sempre foi para a Igreja Romana o local de terror e sofrimento indescritíveis e incomparáveis passou a ser apenas uma “morte” por estar “distanciado de Deus”, e aquela dor física apavorante foi substituída por uma “dor no coração” por estar “afastado de Deus” – e este é o tal “fogo”. Ok!

Quer livrar a pele de Lula, Dilma, Dirceu, Maluf, Cunha, Cabral, Aécio e Temer? É simples: contrate o porta-voz do Vaticano, acostumado a fazer mágica para reinterpretar declarações comprometedoras e salvar a pele de qualquer um, que com certeza irá resolver o problema de qualquer delação do mundo. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

-Meus livros:

- Veja uma lista de livros meus clicando aqui.

- Confira minha página no facebook clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros blogs:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os artigos já escritos por mim)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)

51 comentários:

  1. Nenhuma novidade, o padre Quevedo também não afirma isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A novidade é que dessa vez quem disse isso foi o chefe dos jesuítas, e não um padre qualquer.

      Excluir
    2. Segundo as ditas "teorias de conspirações" Os Jesuítas são os cabeças dos Illuminatis!Há muito tempo eles desejam um governo global com redução populacional!

      Excluir
    3. Não sei nada sobre os illuminatis e nunca vi um, então me abstenho de comentar sobre isso...

      Excluir
    4. A Família Rotshchild é uma prova histórica disso! Oficialmente os Illuminatis (criado pelo patriarca Rotschild junto com Waishaupt ex-jesuíta) foram banidos pelo governo alemão no século XVIII, depois de fomentarem a Revolução Francesa, não sei se os livros do MEC contam isso, com certeza não, mas ainda restou reminiscências oficiais com o chamado iluminismo! Mas hoje os illuminatis são os maçons que conseguem atingir o grau 33 e agem politicamente através de instituições politicas como a Comissão Trilateral, Clube de Roma, Clube Bilderberg tudo atual e real!

      Excluir
  2. Avalie: https://youtu.be/Is5ht93B9vQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho contraditório dizer que não pode e depois abrir uma exceção. Ou pode ou não pode, oras bolas.

      Excluir
  3. Oi Lucas, você não acha que teologia liberal e o relativismo vem cada vez mais cativando a mentalidade cristã e o caso do padre Arturo Sosa (e até papa Francisco) apenas confirma isso? Obrigado amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, hoje a teologia liberal é mais forte e mais influente do que era antes, infelizmente. Mas ainda estão longe de dominar tudo, graças a Deus.

      Excluir
  4. Que coisa contraditória por parte desses clérigos hein! Roma sempre enganando incautos fanáticos! Lucas, você concorda com a opinião do Papa Francisco em relação ao inferno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, ao que parece ele acredita em inferno eterno mas como tormento psicológico e não físico, uma tese que tem se tornado mais popular nos últimos tempos já que as pessoas tem acordado para a realidade da monstruosidade que é crer em um tormento físico e literal pra sempre. Mas a minha crença não é essa, e sim em tormento literal por tempo passageiro e proporcional, correspondente aos pecados de cada um, seguido de morte.

      Excluir
    2. Não é contraditório, exceção é exceção(e esta foi a única inrepetível)

      Excluir
    3. Mas nem a "exceção" cabe aqui. Na época de Lutero já haviam os hussitas que ensinavam as mesmas coisas básicas, por que simplesmente não se juntou aos hussitas então? E por que o próprio Granconato que diz isso é batista, e não luterano? Será porque o luteranismo também não apresenta nenhuma verdade assim como era a ICAR da época de Lutero?

      Excluir
  5. Toda vez que eu vejo esse tipo de coisa, lembro de Paulo entregando Hemineu e Alexandre a Satanás "para não mais blasfemarem".

    ResponderExcluir
  6. Depois que algumas politicas dos bolcheviques deram errado, eles voltaram a traz e começaram a proibir o aborto, criar leis para proteger o modelo de familia nuclear e outras coisa que outros lideres comunistas copiaram. Até hoje na Coreá do Norte o aborto é crime.

    http://vermelho.org.br/coluna.php?id_coluna_texto=676&id_coluna=10
    http://anovademocracia.com.br/no-29/488-o-direito-a-creche-e-a-questao-do-aborto-sob-o-socialismo

    Uma das fontes não mostra isso e uma forma positiva, mas tem outras fontes que mostram que foi pro causa do desastre que essas politicas criaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles vão dizer que "deturparam Marx" haha

      Excluir
  7. Lucas, veja o que você pensa sobre este texto:http://antonioeca.blogspot.com.br/2010/01/a-virgindade-perpetua-da-mae-de-deus.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu fosse refutar linha por linha ficaria duas horas aqui só nisso (ou mais), o que além de ser desperdício de tempo ainda é desnecessário já que todo o conteúdo sem exceção já foi totalmente refutado em algum desses vários artigos já escritos sobre o tema:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/09/os-irmaos-de-jesus-eram-primos.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/nao-conheceu-ate-que.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/11/maria-de-clopas-tia-de-jesus.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/05/as-provas-incontestaveis-do-terceiro.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/01/mais-evidencias-do-terceiro-tiago.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/05/o-terceiro-tiago-provado-historicamente.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/01/o-terceiro-tiago-pela-terceira-vez.html

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e.html

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e_23.html

      Vou comentar aqui brevemente sobre as partes do texto dele:

      1) A posição dos reformadores sobre isso não serve de prova, primeiro porque para os protestantes a regra de fé é a Bíblia e não os reformadores (eles não eram “papas”, como os católicos pensam), segundo porque eles não tomavam este tema como DOGMA (tal como os papistas) e por isso mesmo raramente falavam disso, e terceiro porque eles ainda estavam influenciados por uma mentalidade romanista da qual não seria possível se libertar totalmente do dia pra noite. Estude a história de Lutero por exemplo, e você verá como a evolução foi aos poucos, com o tempo. Começou com as indulgências, depois com a Sola Fide, depois com o papado, e aí foi indo, não foi tudo de uma vez que foi reformado, essa noção é fantasiosa. Note que todos esses reformadores também eram a favor de batismo infantil como na ICAR, algo que a grande maioria dos evangélicos rejeitam hoje, assim como a questão da perpétua virgindade.

      Excluir
    2. 2) Quando ele fala do Apócrifo de Tiago é um verdadeiro show de horrores, o cara mostra toda a sua face de teólogo liberal ao afirmar que os evangelhos canônicos como Mateus não foram concluídos senão em finais do século II. Ou seja, ele compra as teorias malucas da escola liberal, não sei nem se crê na historicidade de Jesus, e pior ainda: usa essas teorias ridículas para tentar legitimar o apócrifo de Tiago como se estivesse no mesmo nível dos evangelhos, sendo que todos os estudiosos sabem que é uma falsificação do século II sem nenhuma menção, citação ou alusão anterior a isso e que nunca foi tomado como canônico pelos cristãos de qualquer época. E o mais grave ainda: esse pseudo-evangelho possui inúmeras contradições bastante evidentes e graves com os evangelhos autênticos, como o Bruno Lima denunciou neste excelente artigo dele sobre o tema:

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e.html

      Tanto esse pseudo-evangelho não serve de prova histórica para nada, que os Pais da Igreja como Jerônimo DISCORDAVAM da tese deste livro (de que os irmãos de Jesus fossem filhos de José de um casamento anterior), adotando a tese dos “primos”. Só uma parte concordava com a tese dos “meio-irmãos”, enquanto outra os considerava irmãos de fato e outros como primos. Isso mostra a divisão e a divergência de ideias em torno deste tema na Igreja primitiva, o que jamais aconteceria se os cristãos tomassem aquele pseudo-evangelho como sendo autêntico.

      3) Sobre a autenticidade das Escrituras que ele também bota em cheque, refutei esses argumentos ateus que ele usa aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      4) Sobre o conceito de tradição, veja esses artigos:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/tradicao-apostolica

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/02/a-tradicao-e-as-tradicoes-devemos.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/01/que-raios-e-tradicao-catolica.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/01/a-inversao-do-onus-da-prova-sola.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/09/paulo-e-as-tradicoes-do-catolicismo.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/05/ouca-tradicao-da-igreja-mas-qual.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2013/11/refutando-falacias-catolicas-sobre.html

      Se tiver mais alguma coisa naquele artigo que já não tenha sido refutada nesses artigos que eu passei o link, sinta-se à vontade para manifestar aqui.

      Abs.

      Excluir
  8. Oi Lucas. Levando em consideração as dificuldades em saber o que é literal ou simbólico, descrição ou prescrição, regra ou exceção, fato ou opinião, verdade ou lenda, fanatismo ou zelo, (...) Quais regras você segue e a conselha pra um bom entendimento da Bíblia? Obrigado amigo, Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz um livro sobre isso - "Exegese de Textos Difíceis da Bíblia" - pode baixar na minha lista de livros aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Abs!

      Excluir
    2. Oi Lucas. Muito boa sua indicação. Leitura fácil, profunda e pragmática, obrigado amigo. Deus lhe abençoe.

      Excluir
  9. lucas eu aposto que eles depois de tudo isso ainda permaneceram cegos! wougran

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, a maioria deles não tem outra opção a não ser essa.

      Abs!

      Excluir
  10. Já ouvisse falar de Saint Simon(o criador do socialismo)? Ele fala sobre a religião de uma positiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E esse criador do socialismo era francês, uma pátria católica (pra variar). E depois dizem que o protestantismo é que leva ao comunismo... tsc tsc

      Excluir
  11. Porque os evangélicos não bebem cerveja ou têm preconceito para com a bebida?
    Ta ai, uma coisa ilógica que não entendo...Se você beber vinho/champagne na cara de um
    evangélico eles não vão falar nada e nem se incomodar, mas se você abrir uma skol
    na frente deles já começam a te olhar torto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deveria haver essa distinção mesmo, na época de Cristo não havia "Skol" mas já havia restrições bíblicas ao consumo do vinho alcoólico, que é o que leva às restrições a atual cerveja. Sobre isso comentei aqui, em 2.9:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com.br/2014/08/comentarios-de-joao-2.html

      Excluir
    2. Na verdade os Protestantes de linha tradicional bebem de forma moderada(exceto a Metodista salvo engano). Tenho vários amigos cristãos que bebem. Como eu mesmo bebo.

      Excluir
  12. Fale um pouco do seu dia-a-dia. Quando vejo seu grande conhecimento, as vezes tenho a impressão de que você passa 24 horas por dia estudando: lendo livros ou escrevendo artigos. Sei que não é assim, mas dá a impressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, a cada duas semanas eu pego cinco livros de história na biblioteca para ler, tento lê-los nessas duas semanas e transcrever as partes mais importantes de cada um deles, nem sempre dá tempo (às vezes tenho que renovar um ou dois), mas isso me dá um material bom para ler no dia-a-dia. Além disso tenho os estudos da faculdade de história que estou cursando, respondo o pessoal nos blogs, no facebook e no e-mail e como passatempo arraso os noobs no Age of Empires 3 online (tenho um canal com alguns jogos antigos, mas nesse notebook atual não posso gravar os jogos como antes senão dá lag... :/).

      Excluir
    2. Mas você dorme? :)

      Excluir
    3. Falando nisso Lucas, eu tenho uma certa dificuldade em ler livros inteiros, e tem os da faculdade também. São muitos livros pra se ler, e tb gosto de fazer anotações pra tornar a leitura mais ativa do q passiva.
      Qual seu método de leitura e em quanto tempo vc termina de ler uma obra, relativamente grande, por exemplo?

      Excluir
    4. "Mas você dorme? :)"

      Claro, ainda não sou um vampiro.

      "Falando nisso Lucas, eu tenho uma certa dificuldade em ler livros inteiros, e tem os da faculdade também. São muitos livros pra se ler, e tb gosto de fazer anotações pra tornar a leitura mais ativa do q passiva. Qual seu método de leitura e em quanto tempo vc termina de ler uma obra, relativamente grande, por exemplo?"

      Acho que não existe um "método" de leitura, nós lemos quando temos vontade e continuamos lendo enquanto temos vontade, e acho que "método" nenhum pode mudar este fato. Infelizmente, não existe um método fácil ou mágico. Mas ler história é diferente de ler livros de ficção por exemplo, onde você é obrigado a ler tudo para entender a peça. Você pode querer um conhecimento específico (por exemplo: Idade Média) e ler apenas essa parte em livros com temas mais amplos (ex: "História Universal"), que vão abordar coisas que não são do seu interesse no momento (ex: "história da China").

      Eu fiz isso na época do livro das Cruzadas, e agora com a Reforma. Vá direto ao ponto do seu interesse, porque é ilusão pensar que vai ficar sabendo de toda a história do universo tão cedo, simplesmente lendo tudo que vê pela frente. Às vezes ler muita coisa deste modo arbitrário ajuda a esquecer de muita coisa depois lá na frente, por isso o melhor é ficar um bom tempo lendo especificamente sobre uma coisa, e depois que completar a "missão" aí volta a ler os mesmos livros e outros mais que tocam em outros temas específicos, e assim por diante, até ficar "craque" em todos eles.

      Assim filtra melhor o conteúdo e o direciona corretamente; alguém que lê as mesmas coisas de modos diferentes (i.e, em vários livros) tende a reter melhor o conteúdo do que alguém que lê muitas coisas diferentes e acaba confuso e misturando tudo. E uma coisa excelente para se filtrar o conteúdo e lembrá-lo por muito tempo é o que você disse: fazer anotações, e se possível, escrever você mesmo algo sobre o tema, o que ajuda mais ainda, e falo isso por experiência própria. Muita coisa do que eu sei hoje de memória não é só por ter lido em algum lugar, mas por ter escrito várias vezes sobre esse mesmo assunto, e uma hora se torna natural e automático, tão fácil de se lembrar quanto que 1+1=2.

      Abs!

      Excluir
  13. Eu acho que o fato de não crerem na existência do Diabo tem muito a ver com a teologia liberal,há protestantes liberais que não creem literalmente no Diabo também,principalmente os da TMI,mas é fato que a Igreja Católica é muito mais suscetível a heresias que as Igrejas Protestantes,por isso saí dessa Igreja,e agora estou na Igreja Adventista do Sétimo Dia,e gostaria de saber de vc Lucas,já tiveste alguma passagem pela Igreja Católica?Porque vejo que conheces bem a doutrina dessa Igreja,até para refutá-la precisas conhecer.Eu sou novo aqui no blog,primeira vez que me comento,sou amigo de Gabriel Tavares,cursei a graduação de história na UNINOVE com ele,ele me indicou o blog,e até por conta de um comentário dele aqui em outro post,em relação ao fato do presidente Michel Temer ser satanista,eu tive a curiosidade de ler o livro´´O Filho do Fogo´´ de Daniel Mastral,o que achas dele?Pensas que é tudo real,que não há um certo exagero na descrição da Irmandade Satânica?E pensas que o Marlon é de fato um político com a aparência sírio libanesa,que estava destinado a ser presidente?Descobri que por isso o associam ao Temer,o Temer é filho de libaneses,e advogado,e já está na política desde os anos 80,época que o livro se passa,mas como vc comentou na resposta ao Gabriel,o próprio Mastral confirmou que não é o Temer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gean, eu nunca fui católico, e quando entrei para a apologética em 2009 foi inicialmente apenas debatendo com ateus, que na minha ingenuidade de menino eu pensava que eram a única ameaça à fé. Só passei a refutar o catolicismo depois que percebi na prática que os apologistas católicos atacavam muito mais a fé evangélica do que todos os ateus juntos, com muito mais vigor, calúnias, difamações e distorções sem fim, em uma proporção incomparavelmente superior, então percebi que a apologética católica era um instrumento maligno muito pior que a própria militância ateísta, e que contra ela havia quase nada de resistência (e até hoje há muitos poucos sites, se for ver bem). Basicamente, na época em que eu comecei só havia um site de apologética que refutava o catolicismo em toda a internet em português, site este que se tornou pouco relevante com o tempo, e hoje só existem basicamente quatro (o do Bruno, o do Hugo, o do Elisson e o meu), o que é nada em comparado com os milhares de blogs católicos que surgem todos os dias.

      Sobre o Michel Temer ser satanista, pode até ser que sim, supondo que o Mastral tenha dito que não apenas para não levar algum processo (já que ele foi perguntado de forma bem direta), porque de fato o Temer preenche os requisitos e as descrições que se faz dele já na década de 1990 quando ele nem era muito conhecido. Mas também pode ser mera coincidência, por isso não dá pra saber ao certo. A única coisa que posso dizer é que os dois livros do Mastral foram transformadores na minha vida e que por isso eu os recomendo a todo mundo sem exceção. Ainda mais naquela época que eu tinha pouca ou nenhuma noção de batalha espiritual, ler aqueles livros renovou a minha fé e me colocou nos trilhos. Sobre se tudo o que ele diz é exatamente da forma que descreve creio que não, porque o próprio livro é "baseado em fatos reais", ninguém conseguiria se lembrar perfeitamente do que fez em tal e tal dia décadas antes com tantos detalhes como ele faz no livro, esses pormenores são evidentemente acrescentados posteriormente para dar riqueza à história, mas a essência do livro (o que ele tem de mais importante) é real e já foi comprovada.

      Abs!

      Excluir
  14. Olá, LUCAS como vai?Queria q me tirasse uma dúvida sobe quem era Jeronimo do 4 século e que escreveu por 22 anos a vulgata e o Flávio Josefo também escreveu a vulgata?explique um pouco sobre os dois de forma lógico, resumida e objetiva?Fica na graça do Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Josefo não tem nada a ver com a Vulgata, ele foi um historiador judeu do primeiro século (nem cristão era), que se tornou importante na história por retratar a história dos judeus e a guerra entre Jerusalém e Roma de 70 d.C. Todo o mérito da escrita da Vulgata recai sobre Jerônimo mesmo. Abs!

      Excluir
  15. Lucas você conhece Chesterton? E uma das mente mais brilhantes que eu já li . Como alguém tão dotado de inteligência se converte do protestantismo para o catolicismo ? Você acha ( tive essa impressão ao ler Chesterton ) que a grande parte das conversões ao catolicismo se da pela falta de preparo , tradição e ortodoxa das igrejas evangélicas ? Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pessoa ser muito inteligente numa área não significa ser muito inteligente em outras áreas do conhecimento. Por exemplo, alguém pode ser extremamente inteligente na área de física quântica, saber tudo sobre isso, mas isso não significa que terá a mesma sapiência em relação a ciências humanas, por exemplo. Chesterton era escritor de poesia e ficção, não teólogo. Tem alguns escritos onde critica o ateísmo filosoficamente, mas isso ainda não implica em conhecer teologia, ou em ter estudado a Bíblia a fundo, ou mesmo em conhecer a Deus.

      Há ateus que são brilhantes em áreas do conhecimento científico, que são muito intelectuais, mas isso não significa que o ateísmo está com a verdade em função disso. Como disse, o erro é pensar que porque alguém é brilhante em uma área do conhecimento e escreve bem sobre ela, então é brilhante em tudo, e por isso tem que estar certo em tudo. E isso é falso. O próprio Chesterton nunca demonstrou muita firmeza na fé; era unicista, depois passou a ser anglicano, e mais tarde católico, no final da vida. C. S. Lewis, escritor mais brilhante que ele, era ateu, foi convertido por um católico que queria trazê-lo ao catolicismo, mas estudando preferiu adotar o anglicanismo. Enfim, a verdade não se traduz em simplesmente quem tem mais “gênios” do seu lado.

      Agora, o que você disse é correto: no protestantismo eles preparam os fieis para muita coisa, menos para defender sua própria fé dos ataques do catolicismo. É impressionante o quanto os crentes são desleixados em relação a isso. Tem todos os argumentos bíblicos e históricos em seu favor, mas preferem ficar discutindo somente calvinismo (tradicionais) ou querendo o “fogo” (pentecostais), e não fazem nada para refutar as acusações romanistas. É como alguém que tem uma mina de ouro no quintal de casa mas não tira proveito dela, deixa ali parada e depois reclama quando está sem dinheiro. Chega a ser vergonhoso tamanha displicência.

      Excluir
  16. CONFISSÃO DO PAPA ARMINIANO
    "Eu considero o teísmo aberto uma opção evangélica legítima e arminiana, mesmo que eu ainda não a tenha adotado como minha própria perspectiva." (Roger Olson. Teologia arminiana: mitos e realidades, p. 256, nota 65)
    Nota: Pra quem não sabe, o teísmo aberto ensina, grosso modo, a heresia de que, para Deus, o futuro permanece indefinido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardo ansiosamente a ata do Concílio Arminiano que decretou Roger Olson como o nosso papa, e se for possível, a data da ordenação e o momento da entronização, com os nomes dos cardeais arminianos que estiveram presentes nos minutos que antecederam a fumaça branca. Também gostaria de saber se a infalibilidade do papa arminiano Roger Olson é geral ou apenas ex cathedra, para eu poder alegar que essa citação não foi em ex cathedra e me safar.

      Aguardando.

      Excluir
  17. Você poderia me passar textos de pais da igreja que mostram claramente que Maria tinha outros filhos. obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja os vários textos desses artigos do Bruno:

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e.html

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e_23.html

      Excluir
  18. Graça e paz irmão. Vc ja leu os livros do Bart Ehrman? alguma coisa q ele diz será q é verdade? eu tenho medo de ler, talves eu fique confuso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li um dos livros, embora não tenha terminado de ler (foi bom me lembrar, assim eu termino), e é um livro ótimo para quem já tem algum conhecimento na área para discernir o que há de verdade e o que é exagero ou falsidade, que assim pode "analisar tudo e reter o que é bom". Se quiser ler o livro dele de crítica textual, recomendo primeiro a leitura deste meu artigo:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Excluir
  19. Lucas, você acredita que o atual Papa seja o falso profeta que a bíblia cita em Apocalipse? Ultimamente, ele vem dando umas declarações muito questionáveis, sinceramente, ele não me convence não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, na verdade pode ser qualquer um, até um papa de daqui quinhentos anos, mas eu pessoalmente acredito (apenas acredito, não tenho como provar) que o falso profeta do Apocalipse é ou Francisco ou o seu sucessor (seja ele quem for), porque tenho o pressentimento de que as coisas vão acabar logo.

      Excluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links) e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.