Pedro era a cabeça dos apóstolos?


De acordo com a Igreja Católica, Pedro não apenas era o líder da comunidade cristã, mas a cabeça dos apóstolos:

“Pedro, cabeça dos Apóstolos”[1]

“No colégio dos Doze, Simão Pedro ocupa o primeiro lugar”[2] 

“Há antes de tudo a escolha dos Doze, com Pedro como seu chefe”[3] 

Isso entra em flagrante contradição com a afirmação paulina, de que a cabeça da Igreja é Cristo:

“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo (Efésios 4:15)

Paulo poderia perfeitamente ter dito que a cabeça da Igreja é Pedro, como ensina a Igreja Católica, mas, ao invés disso, faz questão de dizer que essa cabeça não é Pedro, mas Jesus. Isso corrobora com o fato de que não há autoridade superior entre os apóstolos, senão a de Jesus Cristo. Além disso, se Pedro fosse a maior liderança cristã da época, Atos 24:5 estaria certamente com o seu nome ali, e não com o de Paulo:

“Temos achado que este homem é uma peste, e promotor de sedições entre todos os judeus, por todo o mundo, e chefe da seita dos nazarenos (Atos 24:5)

Pelo contexto, vemos que esse que é considerado “o chefe da seita dos nazarenos” (cristãos) é Paulo (v.2), e não Pedro, que sequer é mencionado em qualquer lugar da segunda parte do livro de Atos (nos capítulos 16 a 28). Essa declaração registrada por Lucas no livro de Atos foi feita por um famoso advogado chamado Tértulo, que estava tentando incriminar Paulo (v.1). Tértulo, como advogado, devia ter bom conhecimento sobre os cristãos, o que era decididamente necessário para conseguir acusar Paulo, um cristão, que estava sendo acusado por causa de sua fé.

Para os católicos, Pedro já se fazia presente em Roma exercendo toda a autoridade de seu primado naquela época, e, portanto, seria ele o líder dos cristãos. Mas quem é que Tértulo aponta como sendo esse chefe? Paulo! Isso nos leva a concluir que não existia uma primazia de Pedro, o que o tornaria um reconhecido líder dos cristãos, mas vários nomes proeminentes, dentre os quais se destacava o do apóstolo Paulo.

A palavra empregada no original grego neste texto de Atos 24:5 foi protostates, que, de acordo com a Concordância de Strong, significa:

4414 πρωτοστατης protostates
de 4413 e 2476; n m
1) um que se encontra na liderança.
1a) líder, chefe, campeão. 

Tudo isso a Igreja Católica diz que se aplica a Pedro, mas Atos dos Apóstolos aplica a Paulo. Era Paulo o que mais se destacava dentre todas as lideranças cristãs da época. Numa tentativa de mascarar essa evidência, algumas versões católicas optaram por traduzir o texto com um artigo indefinido, como a Ave Maria e a versão da CNBB, que traduziram por um dos líderes”, e a Bíblia de Jerusalém que traduziu por um dos da linha-de-frente”, conquanto que outras versões católicas, como a versão espanhola da Bíblia de Jerusalém, coloquem o artigo definido, vertendo por es el jefe principal”.

Com essa sutil adulteração bíblica, eles querem passar a ideia de que Tértulo identificou Paulo não como um nome principal (o que o colocaria acima de Pedro), mas apenas como mais um nome, dentre vários outros. Porém, o original grego diz:

“Επειδη ευρομεν τον ανθρωπον τουτον οτι ειναι φθοροποιος και διεγειρει στασιν μεταξυ ολων των κατα την οικουμενην Ιουδαιων, και ειναι πρωτοστατης της αιρεσεως των Ναζωραιων

Traduzindo a parte que estamos abordando, vemos que Lucas escreveu:

kαι = e 
ειναι= é 
πρωτοστατης = principal líder 
της = da 
αιρεσεως = seita 
των = de 
Ναζωραιων = Nazaré

Ou seja:

“...e é principal líder da seita de Nazaré”

Paulo era o principal líder da “seita de Nazaré”! Note que não é nos dito que Paulo era somente “um dos principais líderes”. O termo grego πρωτοστατης (protostates), que pode ser traduzido de várias formas diferentes expressandio liderança (como “líder”, “chefe”, “primeiro” ou “principal”), não está colocado no plural, mas no singular, e com o artigo definido que o antecede:

“eurontes gar ton andra touton loimon kai kinounta a=staseis tsb=stasin pasin tois ioudaiois tois kata tên oikoumenên prôtostatên te tês tôn nazôraiôn aireseôs”

De acordo com a Concordância de Strong, trata-se de um artigo definido:

3588 ο ho que inclue o feminino η he, e o neutro το to
em todos as suas inflexões, o artigo definido; artigo
1) este, aquela, estes, etc.

Se Lucas colocou o artigo definido, é porque ele estava dizendo que Paulo era o principal líder, e não apenas um dos líderes. Isso fulmina com a tese do primado de Pedro, o que o tornaria superior em autoridade em relação a qualquer outro cristão da época, incluindo Paulo. O fato é que Paulo trabalhou muito mais do que todos os outros apóstolos (1Co.15:10), o que o elevou a uma grande posição de destaque dentro da Igreja, a ponto de até mesmo os não-cristãos identificarem na pessoa dele uma liderança proeminente na Igreja, o que implica que não havia um outro nome oficialmente aceito como líder de todos os cristãos em algum lugar de Roma.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)

-Extraído de meu livro: "A História não contada de Pedro".


-Meus livros:

-Veja uma lista completa de livros meus clicando aqui.

- Acesse o meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros sites:
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Reflexões cristãs e estudos bíblicos)
Estudando Escatologia (Estudos sobre o Apocalipse)
Desvendando a Lenda (Refutando a Imortalidade da Alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)




[1]Catecismo Católico, P. 32.5.
[2]Catecismo Católico, §552.
[3]Catecismo Católico, §765.

Comentários

  1. Excelente análise
    Ass: Eremilson

    ResponderExcluir
  2. Perfeito Lucas! Parabéns pela exegese ^^
    E mais, se me permitir dar um acréscimo de um leigo:
    A palavra πρωτοστάτης=prōtostatēs deriva da palavra:
    πρῶτος=prōtos>>>
    *primeiro no tempo ou lugar
    *em qualquer sucessão de coisas ou pessoas
    *primeiro na classificação
    *influência, honra
    *chefe
    *principal
    *em primeiro lugar, no primeiro

    e deriva da palavra ἵστημι=histēmi>>>
    *causar ou fazer ficar em pé, pôr, colocar, estabelecer
    [estabelecer]
    *na presença de outras pessoas, no meio, diante de juízes, antes que os membros do Sinédrio;
    *colocar
    para fazer da empresa, fixar estabelecer
    para causar uma pessoa ou uma coisa para manter seu ou seu lugar
    ficar de pé, ser mantida intacta (de família, um reino), para escapar em segurança
    *estabelecer uma coisa, fazer com que ele se
    para defender ou sustentar a autoridade ou força de qualquer coisa.

    Então cai a farsa do catecismo hahaha, um abraço Lucas, que o Espírito Santo guie você cada vez mais, parabéns por seus ótimos artigos, estou esperando o Livro de Pedro ^^
    Por Cristo e Seu Reino, seu amigo Rafael.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Rafael, obrigado pela contribuição, excelentes colocações, seja sempre bem-vindo. Um abraço!

      Excluir
  3. lucas, o cara parece querer ir até as últimas consequências, veja:

    http://macabeus.no.comunidades.net/index.php?pagina=1623110798_13

    Será que ele está apaixonado por você? Rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que daqui a pouco ele passará a enviar flores ou convidar para tomar um xícara de café :)

      Excluir
  4. Lucas, ele retirou as "respostas" que deu a você, da primeira página. Assim os seus leitores acessam o site dele, mas as macabelestes não acessam o seu. Será que é pra aumentar os acessos de lá?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Não teria outra palavra para definir sua argumentação senão esta: SENSACIONAAAAAAAAAAAAAAAAAAL!!!!!!
    Quando terminar o seu livro, por favor, me diga onde e como comprá-lo. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Emmanuel, a paz, obrigado pelo comentário. Eu acho que não vai demorar tanto para terminar o livro, já que eu já escrevi muito sobre isso em vários artigos, mas quando terminar eu posto em um artigo sim. Ontem eu terminei um outro capítulo do livro e pretendo passar aqui pro blog amanhã. Um forte abraço e que Deus lhe abençoe!

      Excluir
  6. Lucas, recentemente vi um artigo de um site apologético católico onde ele busca refutar os comentários do apresentador de um programa da rede de televisão adventista Novo Tempo.

    http://logosapologetica.com/respostas-historia-papado-2013-tvnovo/

    Veja alguns pontos que eu queria saber as suas considerações:

    "Ele diz que Jesus também mudou o nome de outros apóstolos, por isso, a mudança do nome de Pedro não é importante. Ele finge ignorar que a mudança do nome de Pedro se deu num momento preciso, no qual Jesus o compara a uma rocha sólida na qual a Igreja seria construída. Não foi uma mudança a bel prazer do Senhor. (Mateus 16,18)"

    "Ele cita Atos 12,15, no contexto do Concilio de Jerusalém. Ele omite que Pedro abriu o concilio Atos 12,7 dizendo claramente “Irmãos, vós sabeis que já há muito tempo Deus me escolheu dentre vós,(…)”. Ele omite também que Tiago somente fez um discurso de um assunto que Pedro afirmou claramente na abertura do concilio. Outro detalha: Tiago sempre fala no plural “nós decidimos“, enquanto Pedro fala na primeira pessoa “me escolheu“."

    "Segundo ele, Jesus mudou o nome de Pedro “carinhosamente” para mostrar que ele é um minúsculo pedregulho, embora sincero, mas a minha Igreja eu edificarei sobre uma rocha sólida, muito maior que você, que sou eu.
    Ora, é um absurdo pensar que Jesus teria falado isso tudo do nada, após Pedro tê-lo reconhecido como filho do Deus vivo. É totalmente incoerente.
    Vejamos:
    “Feliz és tu Simão por reconhecer que sou filho de Deus, e por isso vou mudar seu nome para Petros para mostrar que você é uma pedrinha minúscula perto de mim que sou a rocha sólida na qual construirei minha Igreja, mas é por você ser uma pedrinha, que irei dar a você a Chave do reino dos céus para ligar e desligar o que quiseres.”
    No mínimo, uma interpretação absurda.
    Se ele finge não saber as palavras originais, os estudiosos de aramaico sabem que naquela língua só existia uma palavra para rocha, ou seja, Kephas (para pedregulho usava-se evna). “Tu és Kepha e sobre este Kepha edificarei a minha Igreja”. Então, não é necessário fazer um jogo de palavras gregas para reduzir o tamanho de Pedro.
    Então ele cita 1 Pe 2,1-10 e 1 Co 3,11. Nenhum católico nega que Jesus é a pedra angular, a Rocha. São os protestantes que negam que Pedro também foi reconhecido como a rocha sobre a qual a Igreja seria edificada.
    Bem, Jesus diz ser a luz do mundo (Jo 8,12) mas também diz que os apóstolos são também a luz do mundo (Mt 5,14). Jesus é a luz suprema, os apóstolos luzes que refletem essa luz maior. Da mesma forma, Jesus é a rocha suprema, e Pedro é a rocha sólida que recebe sua solidez da rocha suprema."

    "Há versículos chaves em que Jesus deixa claro que Pedro tinha certa primazia sobre os demais.
    - O próprio Mateus 16, quando Simão recebe a alcunha de rocha e a Pedro é dada as chaves dos céus.
    - Quando Jesus pede 3x para Pedro apascentar suas ovelhas. João 21,15-18
    - Jesus chama Pedro de O primeiro. Mt 10,2. Tratando-se de escrituras sagradas, não trata-se somente de cronologia, mas sim de primazia também.
    - Em At 15,7, Pedro diz que Jesus O escolheu. Mas escolheu também os outros apóstolos? Porque Pedro teria dito isso?
    - Em Lc 21,15-17, Jesus diz que Pedro confirma (do grego sterizo, que quer dizer fortalece, dá base e suporte, dá firmeza) teus irmãos."

    "De qualquer maneira, Jesus foi claro ao dar autoridade para os apóstolos para falar em nome dele em Lc 10,16 “Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou.” Em 2 Cor 10:8, Paulo fala da autoridade que recebeu de Deus para edificação dos fiéis."

    E mais especificamente os pontos 5 e 6 que tem me incomodado um pouco.

    Que Deus lhe abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Matheus, a paz.

      Eu dei uma lida naquele artigo e veja só que ridícula a afirmação inicial dele, ele argumenta que o nome de Paulo não é citado nos evangelhos, mas COMO É QUE PAULO IRIA SER CITADO NOS EVANGELHOS SE ELE NEM AO MENOS ERA CONVERTIDO NAQUELA ÉPOCA? É um argumento risível mesmo. Ele fala que Paulo é citado "somente em Atos dos Apóstolos", mas se esquece de que, a partir do momento em que ele passa a ser citado (ou seja, a partir do momento da sua conversão), PEDRO DESAPARECE COMPLETAMENTE DO LIVRO DE ATOS E NEM SEQUER É CITADO(!) ATÉ O FIM DO LIVRO, ao passo em que Paulo é citado até o fim. Lucas (escritor de Atos) foca-se INTEIRAMENTE no ministério de Paulo, e ABANDONA o ministério de Pedro, que seria o "papa", ou seja, o mais importante!

      Sobre o ponto 1, não passa de outra afirmação mentirosa, CRISTO NÃO MUDOU O NOME DE PEDRO EM MATEUS 16:18, ele já tinha dado o nome de Pedro muito antes, confira em João 1:42. Portanto a afirmação de que ele mudou NAQUELE CONTEXTO DE MATEUS 16:18 é simplesmente mentirosa. Além disso, Cristo não mudou o nome de ninguém, ele apenas adicionou um sobrenome ao “Simão”. Tanto é que, já muito tempo depois, em Atos dos Apóstolos, quando Jesus já havia voltado aos céus, Pedro continuava a ser chamado de Simão:

      “Envia, pois, a Jope, e manda chamar Simão, o que tem por sobrenome Pedro; este está em casa de Simão o curtidor, junto do mar, e ele, vindo, te falará” (Atos 10:32)

      “E, chamando, perguntaram se Simão, que tinha por sobrenome Pedro, morava ali” (Atos 10:18)

      Portanto, a tese de que Jesus mudou o nome de Simão para Pedro não passa de mera lenda católica, como muitas outras. O próprio Tiago, no Concílio de Jerusalém em Atos 15, chamou Pedro de Simão:

      “Simão relatou como primeiramente Deus visitou os gentios, para tomar deles um povo para o seu nome” (Atos 15:14)

      Outros discípulos, tais como João e Tiago, também ganharam sobrenomes por Cristo assim como Pedro, e nem por isso os católicos dizem que eram a fundação da Igreja:

      “E a Tiago, filho de Zebedeu, e a João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão” (Marcos 3:17)

      Sobre o ponto 2, eu escrevi um artigo extenso sobre isso apenas para tratar exclusivamente deste Concílio de Jerusalém e sobre quem o liderou:

      http://www.apologiacrista.com/index.php?pagina=1086646498

      Sobre o ponto 3, eu também já escrevi bastante sobre isso (Mateus 16:18 e a diferença entre petrus e petra e também o aramaico) em diversos artigos, tudo já está refutado ali:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1085819383

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2013/06/o-aramaico-e-mateus-1618.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2013/05/quem-e-pedra-de-mateus-1618.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/09/diferenca-entre-petrus-e-petra.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/agostinho-e-pedra-de-mateus-1618.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/mateus-1618-e-o-fundamento-da-igreja.html

      De minha parte creio que ele deveria mostrar para SANTO AGOSTINHO como é "ridículo" crer que a pedra de Mt.16:18 é Cristo e não Pedro, já que ele era erudito do grego bíblico e é reconhecido até hoje como o maior doutor da Igreja antiga que já existiu, e cria fortemente que a pedra em questão era Cristo, e não Pedro.

      (CONTINUA...)

      Excluir
    2. Sobre 1 Pe 2,1-10 e 1 Co 3,11, ele simplesmente não entendeu o argumento. É óbvio que todos os cristãos são luz porque essa luz provém de Cristo, mas perceba que não é SOMENTE PEDRO a luz, são todos os cristãos. Da mesma forma, tanto em 1 Pe 2,1-10 e 1 Co 3,10-11 é nos dito que Cristo é a pedra e que TODOS os outros cristãos (o que inclui Pedro, é lógico) estão edificados SOBRE a rocha que é Cristo, e Pedro afirma que NÓS SOMOS "PEDRAS VIVAS" edificados sobre a pedra principal que é Cristo.

      Isso nos mostra três coisas: primeiro, que não existe outra pedra principal, da mesma forma que não existe outra luz principal. Assim, ou Cristo é a pedra de fundação da Igreja, ou Pedro. Não tem como ser os dois. Segundo, que os que são "pedras vivas" estão edificados SOBRE a pedra principal, eles não SÃO a pedra principal. E, terceiro, que dentre essas pedras vivas NENHUMA se destaca acima das outras, pois Paulo fala da Igreja edificada sobre o fundamento dos APÓSTOLOS, no PLURAL, ele não fala de Pedro:

      "Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina" (Ef.2:20)

      Portanto, Cristo é a pedra principal e os que "recebem a solidez dessa rocha suprema" não é Pedro exclusivamente, mas TODOS OS APÓSTOLOS E PROFETAS.

      Sobre os outros pontos:

      (a) TODOS os discípulos receberam as chaves, não somente Pedro (veja Mateus 18:18, o termo "ligar" e "desligar" está NO PLURAL, relacionando-se a TODOS os discípulos e não somente a Pedro!).

      (b) Esse argumento é tosco ao extremo, primeiro porque Cristo pediu que Pedro apascentasse AS OVELHAS E NÃO OS PASTORES, o que mostra que Pedro era meramente mais um pastor de ovelhas assim como todos os demais apóstolos, e não um "PASTOR DE PASTORES" como ensina a Igreja Católica. Em segundo lugar, Cristo falou aquilo três vezes porque Pedro o havia negado três vezes, ou seja, ele lhe deu a oportunidade de reafirmar o seu amor por Ele pelo mesmo tanto de vezes que ele havia pecado anteriormente, o negando.

      (c) Primeiro nesta passagem vem de uma palavra grega que difere de "arche" (que significa primeiro no sentido de o mais importante), e significa primeiro meramente no sentido de "primeiro em uma lista de coisas", e não no sentido de "primaz" ou "mais importante". Se eu digo que PRIMEIRO me levantei, depois tomei banho e depois fui para a faculdade, não significa que me levantar foi o que eu fiz de mais importante no dia.

      (d) OMG, esse argumento é ridículo, quer dizer que OS OUTROS APÓSTOLOS NÃO FORAM ESCOLHIDOS, mas somente Pedro??? Ninguém pode dizer que foi escolhido, senão estará alegando que é o primaz? E Paulo que disse que foi ESCOLHIDO por Deus para a pregação da Palavra? Ele era o primaz, por acaso?

      (e) TODOS nós temos que confirmar nossos irmãos na fé, a Bíblia diz para orarmos uns pelos outros, para incentivarmos e admoestarmos uns aos outros na fé, para batalharmos o mesmo combate, para nos ajudarmos mutuamente, essa não é uma tarefa só de Pedro! Cristo estava dizendo que Pedro iria pecar, mas que isso não seria o fim dele, pois mais tarde ele também seria usado para admoestar os irmãos assim como é o papel de todo e qualquer cristão.

      (f) O que é que Lc 10,16 e 2 Cor 10:8 tem a ver com uma primazia de Pedro??? Lc 10,16 fala de TODOS os apóstolos e não só de Pedro, e 2 Cor 10:8 fala de PAULO e não de Pedro. São todos argumentos superficiais, construídos sob a ignorância daqueles que não querem se aprofundar nas Escrituras e preferem seguir cegamente os dogmas papais.

      Um abraço!

      Excluir
  7. Lucas, nota 1000 pra voce!

    Imperdível!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente abaixo. Sua participação é importante e será publicada após passar pela moderação. Todos os tipos de comentários ou perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente, mas ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links), control c + control v e manifestações de fanatismo não serão aceitos.