22 de abril de 2017

A Igreja Católica é o "baluarte" do conservadorismo de direita no Brasil?

 

Com toda a probabilidade você já deve ter se deparado com uma afirmação dessas por aí, vinda daqueles apologistas católicos super honestos e confiáveis que conhecemos bem. Como a maioria esmagadora apenas copia as mesmas asneiras uns dos outros, até o termo exato “baluarte” é repetido em todas as ocasiões. De vez em quando ela aparece de uma forma levemente distinta, tal como: “A Santa Igreja Católica Apostólica Romana é a guardiã da moral e dos bons costumes”, ou então: “Se não fosse pela Igreja Católica, o mundo já teria sido dominado pelos esquerdistas/comunistas/socialistas/progressistas/marxistas/ateístas/adicione-qualquer-outro-istas”. E apenas para não perder o costume, em quem eles jogam a culpa pela onda de “esquerdização” no Brasil e no mundo? Nos protestantes, é claro!!! O protestantismo é sempre o bode expiatório de tudo o que o catolicismo fez de ruim mas não quer admitir. Então basta jogar a culpa nos protestantes e sair de fininho.

19 de abril de 2017

O Brasil era mais rico e desenvolvido que os EUA? Demolindo mais um mito católico!


Imagine duas terras. Elas foram descobertas em um intervalo de poucos anos. Elas foram colonizadas por volta da mesma época. Elas se tornaram independentes de suas colônias com uma diferença inferior a meio século. Elas possuem dimensões geográficas parecidas e tamanho populacional similar. Mas você consegue perceber que uma delas se tornou a maior superpotência do planeta, um país altamente desenvolvido, que lidera em disparado o PIB mundial, que possui altos índices de desenvolvimento humano, educação de qualidade, saúde de qualidade, muito mais segurança e conforto, um lugar rico e próspero. E do outro lado, aquela outra terra tão similar se tornou o 125º colocado em saúde (atrás de potências mundiais como o Butão e o Iraque), está também entre os piores no ranking mundial de educação, ocupa a fantástica 79ª colocação no IDH e só consegue liderar em número de homicídios no mundo.

18 de abril de 2017

Desconstruindo a utopia da monarquia católica no Brasil


Tem tanta gente louca sobrando neste país que toda hora surge uma loucura nova. A mais nova moda agora é apoiar a volta da monarquia, isso mesmo que você ouviu, eles querem acabar com a república a voltar a colocar um rei (Dom Pedro III?) no Brasil. Era só o que faltava. Como não podia ser diferente, a maioria esmagadora dos que apoiam esse “projeto” para o país consiste em fanáticos católicos sustentando que o Brasil monárquico católico (que tinha a religião católica como oficial e proibia outras formas de culto público) era melhor do que o Brasil republicano do Estado laico (esse mesmo que permite os protestantes malvados influenciarem a sociedade outrora católica).

13 de abril de 2017

A Bíblia foi escrita por católicos e para católicos?

 

Um sofisma romanista dos mais repetidos pelos apologistas católicos no Brasil é a reprodução de uma frase tosca e nonsense proferida pelo padre Paulo Ricardo, que é considerado uma espécie de semideus por alguns católicos deste país. Ele disse em rede nacional aos telespectadores de uma TV católica que “a Bíblia foi feita por católicos e para católicos”.

Se uma frase ridícula como essa tivesse sido dita a pessoas cultas ou com ao menos um pedaço de cérebro na cabeça, ele teria sido alvo de tomates e zombaria por algo tão vergonhosamente falso e facilmente refutável por uma lógica elementar. Mas como isso foi dito por católicos e para católicos, não me surpreende que tenha ganhado tanta atenção. É impressionante o número de papistas que realmente acreditaram que Moisés, Davi, Salomão e outros escritores da Bíblia eram católicos romanos, escrevendo a outros católicos, quando ainda nem existia Cristianismo, quanto menos catolicismo.

Quem aplaude uma idiotice como essa deveria em primeiro lugar saber que 2/3 da Bíblia é Antigo Testamento, e 1/3 é Novo Testamento. Essa frase tosca levaria qualquer um a crer que os profetas do Antigo Testamento eram católicos, serviam a um magistério romano, iam às missas e estavam debaixo da autoridade de um papa. A não ser que para os papistas “Bíblia” signifique “apenas o Novo Testamento”, é isso o que deveríamos concluir. O que deveríamos supor de alguém que afirma algo assim? Que é louco? Que é leviano? Que é desvairado? Não. Que é somente o padre Paulo Ricardo.

Não cabe aqui ressaltarmos mais uma vez o que significa Igreja no conceito bíblico, ou o significado de católico nos primeiros séculos – coisas que já abordamos amplamente neste blog, refutando o mito de que o Novo Testamento foi escrito “por católicos” (romanos) ou “para católicos” (romanos). Vocês podem conferir uma lista aqui:

11 de abril de 2017

Baixe todos os meus livros com um só clique


Quem acompanha os meus blogs há tempos sabe que todos os livros que faço (quinze, até o momento) eu disponibilizo de graça em Word e PDF, e será assim sempre. O problema é que nos primeiros anos, pela falta de algo melhor, eu colocava à disposição no 4Shared e no Mediafire, onde precisava ter uma conta e frequentemente pessoas me informavam que não conseguiam baixar os livros. Depois passei a disponibilizar os livros no Mega, muito melhor e mais sofisticado, mas mesmo assim ainda havia um ou outro que não conseguia baixar. Então depois de pesquisar bastante percebi que é possível baixar em link direto através de uma fórmula mágica secreta, e assim basta dar um clique que o arquivo já começa a ser baixado automaticamente no navegador, sem nenhuma necessidade de perder tempo ou criar conta em algum lugar. Eu montei uma tabela onde você pode baixar o livro que quiser em Word ou PDF:


No
Título do Livro
Word
Pdf
1
A Bíblia e a Escravidão
2
A História não contada de Pedro
3
A Igreja na Grande Tribulação
4
A Lenda da Imortalidade da Alma
5
As Provas da Existência de Deus
6
Calvinismo ou Arminianismo?
7
Chamados para crer e sofrer
8
Cruzadas – O Terrorismo Católico
9
Deus é um Delírio?
10
Em Defesa da Sola Scriptura
11
Exegese de Textos Difíceis da Bíblia
12
O Enigma do Falso Profeta
13
O Mistério do Castelo de Wartburg
14
Os Evangelhos Comentados
15
Os Pais da Igreja contra a Imortalidade da Alma

7 de abril de 2017

Privatizar ou não privatizar, eis a questão

Resultado de imagem para vale do rio doce

No cenário político é comum as questões acabarem caindo em reducionismos e redundarem em polarizações, quando muitas vezes temos a tendência de aceitar um extremo ou outro. Neste artigo analisarei apenas uma delas: a privatização. A opinião mais comum na esquerda sempre foi a de ser totalmente contra as privatizações (e na extrema-esquerda há até a intenção de estatizar aquilo que hoje é privado), enquanto a direita cada vez mais caminha para uma direção de “privatiza tudo”, discurso este muito comum ultimamente e que tem ganhado cada vez mais força com as mídias sociais. Para efeitos didáticos, chamarei aqui a primeira turma de “turma N” (privatiza nada), e a segunda de “turma T” (privatiza tudo). Aqui defenderei resumidamente a minha posição centrada no fato de que privatizar é preciso e muitas vezes absolutamente necessário, mas que isso não significa que se deva privatizar tudo.

4 de abril de 2017

A grande provação na grande tribulação

Resultado de imagem para grande tribulação

Muitos de vocês sabem que eu sou pós-tribulacionista e que tenho um livro sobre o tema – "A Igreja na Grande Tribulação", onde argumento, como o título sugere, que a Igreja passará pela grande tribulação. Dias atrás eu estava assistindo a uma pregação do Pr. Paulo Junior sobre escatologia (essa aqui), a qual eu concordei em grande parte e discordei de alguns pontos, e me surpreendeu um argumento que ele deu em favor do pós, baseado em Apocalipse 3:10, que fala da “hora da provação que está para vir sobre todo o mundo, para pôr à prova os que habitam na terra” (Ap 3:10). Ele observou que o termo “provação” na Bíblia sempre se aplica a crentes, nunca a ímpios.

2 de abril de 2017

Hangout no sábado, artigos do Bruno Lima e posts por e-mail

Resultado de imagem para hangout

HANGOUT NO SÁBADO

Neste sábado (08), se tudo der certo e nada der errado, haverá um hangout sobre catolicismo que a princípio contará com a participação minha, do Bruno Lima e do Elisson Freire. Será às 14h, ao vivo no canal do Elisson, e depois eu pretendo repostá-lo também no meu canal. Elaborei algumas pautas de assuntos a serem tratados, selecionando os principais argumentos mais recorrentes na apologética católica, dos que eu vi nos últimos anos. São eles:

31 de março de 2017

Respostas rápidas a mitos católicos comuns sobre o cânon

Resultado de imagem para canon biblico

Este artigo é uma extensão à minha resposta na caixa de comentários deste outro artigo, um dos mais antigos do blog. Um leitor expôs ali as considerações de outra pessoa sobre o cânon, a qual alega ser supostamente “imparcial”, mas sua análise não se difere em nada da de qualquer site tendencioso de apologética católica. Uma vez que já existem vários artigos extensos neste blog sobre o assunto, disponíveis nesta tag, irei abordar as questões de forma resumida e de fácil compreensão.

28 de março de 2017

Paulo Leitão refuta completamente o mortalismo de forma totalmente irrefutável (eu me rendo)

(Paulo Leitão enquanto espera a sua alma imortal sair do corpo)

Há poucos dias o grande apologista católico Paulo Leitão, o Porcão, comunista e petista de carteirinha (além de antissemita), postou um vídeo de 16 minutos mega extraordinário de seu programa na poderosa e influente “TV Potiguar”, onde destroça completamente o mortalismo (coitado de mim). Os argumentos foram tão destrutivos e irrefutáveis que eu joguei no lixo os meus três livros sobre o tema que somam mais de 1200 páginas, além de jogar no lixo também o livro do Bacchiocchi e o do Oscar Cullmann, afinal de contas nenhum deles chega perto da exegese brilhante do Porcão. Para quem quiser conferir esses argumentos maravilhosos, assista o vídeo abaixo, mas pule direto para o minuto 0:17, a não ser que você queira ser torturado com uma música católica:

26 de março de 2017

O livre exame de Barnabé que enterra o magistério infalível

Resultado de imagem para barnabe biblia

O livre exame é um dos ensinos protestantes mais atacados pelos papistas, ou talvez o mais atacado. Todo mundo já conhece a lenga-lenga de sempre: nós evangélicos não podemos interpretar a Bíblia porque nossa interpretação é “pessoal” e “subjetiva”, e a mesma só pode ser interpretada através da interpretação infalível do magistério católico. Ou seja, ninguém é realmente livre para ler e interpretar as Escrituras, o único livre de fato é o papa, e o resto que se lasque, vai ter que concordar com a interpretação do papa querendo ou não, sendo ela boa ou não.

24 de março de 2017

Maria era uma mulher qualquer?

Resultado de imagem para maria mae de jesus

Antes de ler este artigo, recomendo que leia este outro que trata de questões importantes e intimamente relacionadas a este aqui. É onde eu mostro o que os evangélicos creem sobre Maria e o que não creem à luz da Bíblia, e desmascaro o truque católico que consiste em dizer que nós “odiamos Maria” só porque não cremos nos ridículos e tardios dogmas marianos inventados por Roma:

22 de março de 2017

O velório do cânon católico e outros informativos

Resultado de imagem para caixao
(Descanse em paz, cânon católico. Sentiremos sua falta)

O Bruno Lima decidiu sepultar o cânon católico de uma vez por todas, traduzindo e ampliando artigos do William Webster que provam que nem os “doutores” da Igreja Católica medieval aceitavam a canonicidade dos apócrifos, vulgarmente chamados na apologética católica de “deuterocanônicos”. O artigo mostra citações incontestáveis de diversos teólogos, cardeais, bispos e até papas se posicionando em favor do cânon de Jerônimo, o mesmo cânon protestante, sem as adições romanistas de Trento. O que bota por terra de uma vez por todas a falácia de que os apócrifos foram dogmatizados em Hipona e em Cartago desde o final do século IV sem ninguém contestar isso.